Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Marcelo agradece aos portugueses e promete presidência de proximidade

O Presidente da República eleito, Marcelo Rebelo de Sousa, enviou esta terça-feira uma nota de agradecimento aos portugueses na qual promete uma presidência de proximidade, e defendeu que o povo ordenou a "abertura de um ciclo de renovação da esperança".

Pedro Elias
Lusa 26 de Janeiro de 2016 às 19:26
  • Partilhar artigo
  • 3
  • ...

Num e-mail que Marcelo Rebelo de Sousa assina com um "abraço amigo", o Presidente da República eleito nas presidenciais do domingo começa com um "Obrigado Portugal", agradecendo "a todos aqueles que, seja em quem for que tenham depositado o seu voto, participaram deste ato eleitoral" porque "o voto é a expressão da democracia".

 

"Agradeço a confiança que o povo de Portugal depositou em mim ao votar para me eleger Presidente da República. O povo é quem mais ordena, e desta vez o povo ordenou e acreditou na abertura de um ciclo de renovação da esperança e de proximidade. Ciclo esse que é da maior importância, ao prepararmos o país para a saída da crise", sublinhou.

 

Marcelo Rebelo de Sousa deixa ainda uma promessa: "Darei tudo, darei o meu melhor por Portugal. Portugal merece o meu melhor, e o melhor de todos nós".

 

O Presidente da República eleito recordou as prioridades que definiu no discurso da vitória de domingo à noite, que serão "restabelecer equilíbrios sociais, fazer pontes para unir um país fragmentado, sarar as feridas causadas pelos tempos difíceis que atravessámos, e melhorar a qualidade de vida dos mais desfavorecidos". "Todas as portuguesas e todos os portugueses contam, e contarão sempre, com o meu afecto. Afecto para os ouvir, para os entender, para os ajudar a encontrar soluções", vincou.

 

Marcelo garante assim que está e estará "sempre próximo de todos", pois como afirmou ao longo da campanha, vai exercer uma presidência "de proximidade e de afecto". "Proximidade não apenas geográfica, mas espiritual", concretizou.´

 

Marcelo Rebelo de Sousa foi no domingo eleito Presidente da República com 52% dos votos, uma percentagem acima dos 50,5% conseguidos na primeira eleição pelo seu antecessor, Cavaco Silva, em 2006.

 

O ex-líder do PSD e comentador político tornou-se no quinto Presidente da República portuguesa desde o 25 de Abril de 1974, numas eleições em que se registou uma abstenção de 51%.

 

Segundo os dados do Ministério de Administração Interna, Marcelo obteve 52%, seguindo-se Sampaio da Nóvoa (22,89%), independente apoiado por personalidades do PS, Marisa Matias (10,13%), apoiada pelo BE, Maria de Belém (4,24%), militante do PS, Edgar Silva (3,95%), apoiado pelo PCP, Vitorino Silva (3,28%), Paulo de Morais (2,15%), Henrique Neto (0,84%), Jorge Sequeira (0,3%) e Cândido Ferreira (0,23%).

Ver comentários
Saber mais Marcelo Rebelo de Sousa Presidente da República Portugal Cavaco Silva Henrique Neto Paulo de Morais Vitorino Silva Maria de Belém Marisa Matias Sampaio da Nóvoa Cavaco Silva
Outras Notícias