Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Teletrabalho só pode ser recusado por escrito. Decisão final é da ACT

No regresso da obrigatoriedade do teletrabalho, a recusa terá que ser sempre fundamentada por escrito. Seja da empresa, seja do trabalhador. E este poderá recorrer sempre à inspeção do trabalho se discordar da decisão do empregador.

O ministério de Ana Mendes Godinho procurou agora clarificar dúvidas que surgiram na legislação de março.
O ministério de Ana Mendes Godinho procurou agora clarificar dúvidas que surgiram na legislação de março. Lusa
Manuel Esteves mesteves@negocios.pt 01 de Novembro de 2020 às 22:30
  • Assine já 1€/1 mês
  • 15
  • ...

As empresas que entendam não estarem reunidas as condições para a realização de teletrabalho vão ter de o comunicar “fundamentadamente e por escrito” ao trabalhador. E se este discordar da decisão, pode pedir à Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) que verifique os factos invocados pelo empregador.

...

Negócios Premium
Conteúdo exclusivo para assinantes
Já é assinante? Inicie a sessão
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone
  • Conteúdos exclusivos com melhor da informação económica nacional e internacional;
  • Acesso sem limites, até três dispositivos diferentes, a todos os conteúdos do site e app Negócios, sem publicidade intrusiva;
  • Newsletters exclusivas;
  • Versão ePaper, do jornal no dia anterior;
  • Acesso privilegiado a eventos do Negócios;
Ver comentários
Saber mais ACT Autoridade para as Condições do Trabalho trabalho covid teletrabalho
Mais notícias Negócios Premium
+ Negócios Premium
Capa do Jornal
Informação de qualidade tem valor. Invista. Assine já 1mês / 1€
Mais lidas
Outras Notícias