Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Trump cede o poder se colégio eleitoral votar em Biden

O presidente norte-americano, Donald Trump, voltou a dar mostras de que não pretende ceder facilmente o poder, depois de na semana passada ter dado sinais contrários.

Reuters
Negócios jng@negocios.pt 26 de Novembro de 2020 às 23:42
  • Assine já 1€/1 mês
  • 6
  • ...

Num discurso proferido hoje na Casa Branca, no dia de Ação de Graças nos Estados Unidos, Donald Trump voltou a dizer que venceu o democrata Joe Biden nas eleições presidenciais de 3 de novembro, refere a Bloomberg.

 

Esta foi a primeira vez, desde as eleições, que Trump respondeu a perguntas dos jornalistas. E afirmou que se o colégio eleitoral confirmar a vitória de Biden, "cometerá um erro" mas que, nesse caso, cederá o poder e sairá da Casa Branca.

 

"Claro que sairei, e vocês sabem isso", sublinhou nas suas declarações após falar via conferência às tropas norte-americanas para assinalar o Thanksgiving.

 

No entanto, aponta a Bloomberg, Trump recusou por duas vezes admiti-lo formalmente, tendo dito que isso seria muito difícil de fazer. E voltou a queixar-se do que considera ter sido uma fraude na contagem dos votos.

 

Está previsto que os eleitores do colégio eleitoral de cada estado votem no dia 14 de dezembro. Os certificados com os resultados do voto eleitoral de cada estado têm de ser recebidos pelo presidente do Senado até 23 de dezembro.

 

O presidente eleito Joe Biden, que deverá tomar posse no próximo dia 20 de janeiro, obteve 306 votos eleitorais, contra 232 para Trump.

 

Apesar de o voto popular estar definido, o sistema norte-americano dita que o processo formal de escolha do presidente pelo colégio eleitoral não acontecerá antes de 14 de dezembro.

Ver comentários
Saber mais Donald Trump Joe Biden Ação de Graças Estados Unidos Casa Branca política eleições
Outras Notícias