Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Trabalhos entre PS e BE continuam, garante Catarina Martins

A líder do Bloco de Esquerda disse esta quarta-feira que a esquerda continua à procura de uma solução para resolver o impasse governativo. Catarina Martins reuniu em São Bento para preparar reunião do Conselho Europeu.

Já Catarina Martins afirmou, no final do encontro, que estão reunidas as 'condições para termos um governo e um orçamento dentro da Constituição da República Portuguesa depois de quatro anos de uma direita que não soube, nunca, respeitar a lei fundamental do país'.
Miguel Baltazar/Negócios
Liliana Borges LilianaBorges@negocios.pt 14 de Outubro de 2015 às 20:30
  • Assine já 1€/1 mês
  • 15
  • ...

Catarina Martins garantiu que continuam os trabalhos com o PS para encontrar "uma solução de governo". A porta-voz do Bloco de Esquerda (BE) falava esta quarta-feira, 14 de Outubro, à margem da reunião de preparação dos partidos para a Cimeira de Chefes de Estado e de Governo. Os líderes do PS, PSD e Bloco de Esquerda irão reunir-se com as respectivas famílias políticas europeias, antes do início dos trabalhos do Conselho Europeu, no qual Passos representará Portugal enquanto primeiro-ministro em exercício. 

"Se nós achássemos que não havia espaço para entendimento, não tínhamos continuado a negociar. Se o fazemos, fazemo-lo a sério porque há passos que estão a ser dados", afirmou.


"No que que toca ao Bloco de Esquerda, estão reunidas as condições para dizermos que o governo de Passos Coelho acabou", reforçou Catarina Martins. "O BE não faz simulacros. Nós fizemos um desafio claro ao PS ainda na altura da pré-campanha e agora sentamo-nos à mesa exactamente com esse mesmo compromisso e a fazer o trabalho que possa permitir a Portugal uma solução de Governo que recupere rendimentos e combata a precarização do trabalho", disse.


A líder da terceira força política mais votada nas eleições de dia 4 de Outubro recusou no entanto comentar a reunião técnica desta quarta-feira ou o encontro entre o Partido Socialista e a coligação Portugal à Frente. "As negociações fazem-se à mesa e não em declarações aos jornalistas", afirmou.

Sobre as diferenças entre o Bloco de Esquerda e o Partido Socialista, Catarina Martins disse não ter escondido durante a campanha a disponibilidade do seu partido para "uma solução de Governo que protegesse o emprego e permitisse a recuperação dos rendimentos do trabalho, nomeadamente salários e pensões".

"Ninguém considera estranho que o BE cumpra precisamente aquilo que disse na campanha, face ao resultado eleitoral, em que a direita está em minoria e há uma maioria no parlamento que se destacou, ao longo de quatro anos, por defender a Constituição, enquanto a minoria PSD/CDS a atacava a cada orçamento e proposta legislativa".

Catarina Martins sublinhou no entanto que é importante não esquecer que existem acontecimentos paralelos à crise governativa de impasse político que se vive em Portugal, referindo-se à crise de refugiados e ao grupo de activistas políticos presos em Angola.

Ver comentários
Saber mais legislativas Catarina Martins PS porta-voz do Bloco de Esquerda BE Cimeira de Chefes de Estado e de Governo PSD Bloco de Esquerda Conselho Europeu Portugal
Mais lidas
Outras Notícias