Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Mais de 60% dos idosos portugueses já foram vacinados contra a gripe

Os dados a que o Negócios teve acesso revelam que mais de um milhão e 400 mil pessoas com mais de 65 anos já foram vacinadas. O relatório Vacinómetro acrescenta que, ao todo, quase metade dos portugueses de grupos prioritários já foram vacinados.

Pandemia provoca queda na procura por serviços de saúde.
iStock
Vicente Lourenço vicentelourenco@negocios.pt 26 de Novembro de 2020 às 17:29
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

61,8% da população portuguesa com mais de 65 anos já recebeu a vacina contra a covid-19, de acordo com os dados da Direção-Geral de Saúde (DGS) obtidos ontem à noite pelo Negócios. A percentagem corresponde a cerca de um milhão e 411 mil pessoas.


Em entrevista ao jornal Público, a ministra da Saúde demonstrou estar satisfeita com a execução da campanha da vacinação contra a gripe, promovida pelo Executivo em tempo de pandemia. O Governo, através do Serviço Nacional de Saúde (SNS), comprou dois milhões e 70 mil doses de vacinas e o setor das farmácias de oficina comprou, estima Marta Temido, outras 500 mil. São números que revelam um reforço de stocks superior ao que foi feito pela República Checa, que "comprou 800 mil vacinas, com uma população semelhante à nossa", e pela Suécia, que "comprou um milhão e 400 mil", também "com uma população semelhante à nossa", referiu a ministra da Saúde na entrevista conjunta ao jornal Público e à Renascença.


A estratégia do Governo português permitiu assim que mais de 60% dos idosos já tivessem recebido a vacina contra a gripe. É uma taxa de cobertura que coloca Portugal a par de França. O jornal francês Les Echos escreve que é um "paradoxo" que 2020 seja "um ano de verdadeiro sucesso na prevenção da saúde", uma vez que a percentagem de idosos que "eram vacinados na era pré-covid" era de apenas 40%.

 

Outros grupos de risco

Mas há mais grupos de risco além da população idosa, como doentes crónicos, grávidas e profissionais de saúde. Segundo o inquérito Vacinómetro, promovido pela Sociedade Portuguesa de Pneumologia e a Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar, em conjunto com a companhia biofarmacêutica Sanofi, quase metade dos portugueses que integram grupos de risco já foram vacinados contra a gripe.


O estudo revela que se registou uma subida de 12,2 pontos percentuais durante a segunda vaga de vacinação face à primeira fase, resultando num total de 49,9% de cobertura.


Em comparação com o período homólogo, o Vacinómetro destaca "o aumento bastante substancial da cobertura vacinal nos profissionais de saúde em contacto direto com doentes (…), seguido do grupo de indivíduos com idades compreendidas entre os 60 e os 64 anos".


O relatório informa também que cerca de 44% das grávidas, em Portugal, já foram vacinadas, sendo que a maioria escolheu fazê-lo após recomendação médica e que "20,9% das mulheres grávidas não vacinadas até à data, ainda têm intenção de se vacinar".

Por último, o Vacinómetro refere que houve um crescimento significativo na intenção de vacinação, aumentando de 34,4%, em 2019, para 49,3%, este ano.

Ver comentários
Saber mais Vacina Gripe Vacinómetro Idosos Covid-19
Outras Notícias