Saúde Portugal está “menos saudável”, mas continua à frente da Dinamarca, Alemanha e EUA

Portugal está “menos saudável”, mas continua à frente da Dinamarca, Alemanha e EUA

Espanha e Itália lideram o “ranking” dos países mais saudáveis do mundo, numa lista elaborada pela Bloomberg e que tem em consideração comportamentos e características ambientais. Portugal é o 22.º país, tendo descido uma posição no espaço de dois anos.
Portugal está “menos saudável”, mas continua à frente da Dinamarca, Alemanha e EUA
Reuters
Negócios 25 de fevereiro de 2019 às 11:50

A Bloomberg elaborou um "ranking" dos países mais saudáveis do mundo, onde são avaliados riscos e variáveis de saúde desde comportamentos naturais e características ambientais. Espanha subiu cinco posições entre 2017 e 2019, ascendendo à primeira posição da lista.

 

"Espanha tem a maior esperança de vida entre os países da União Europeia, e só é superada pelo Japão e Suíça em todo o mundo, mostram os dados das Nações Unidas", realça a Bloomberg. "Em 2040, prevê-se que Espanha tenha a maior esperança de vida, de quase 86 anos, seguida pelo Japão, Singapura e Suíça, segundo o Instituto de Métricas e Avaliação de Saúde da Universidade de Washington", acrescenta a agência de informação.

 

Esta questão é determinante para a posição dos países nesta lista, cujas variáveis consideradas incluem a esperança média de vida, sendo que há questões que retiram "pontos, como o consumo de tabaco e a obesidade, explica a Bloomberg. Também incluem fatores ambientais, tais como o acesso a água potável.

 

A lista analisa 169 países e no top cinco estão: Espanha, Itália (que foi destronada), Islândia, Japão e Suíça. Portugal desceu um lugar para 22.º, com os seus resultados a superarem países como a Alemanha (que desceu sete posições), Dinamarca e EUA.

 

Os especialistas dizem que os hábitos alimentares podem dar pistas sobre os níveis de saúde de Espanha e Itália, já que "a dieta mediterrânea, que é acompanhada por azeita extra-virgem ou nozes, reduz as incidências cardiovasculares face aos que têm uma dieta com níveis reduzidos de gordura", segundo um estudo liderado pela Universidade Navarra, citado pela Bloomberg.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI