Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Precários afetados pela pandemia ainda esperam apoio do Estado

Centenas de pedidos referentes ao apoio extraordinário de prestação social, aprovado em julho, continuam pendentes na Segurança Social. Governo promete agora pagar a estes trabalhadores mais vulneráveis até ao final do ano.

Negócios jng@negocios.pt 23 de Dezembro de 2020 às 09:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

Há centenas de trabalhadores precários, alguns a recibos verdes e outros sem qualquer proteção social, que ainda não receberam qualquer pagamento do Estado ao abrigo do chamado Apoio Extraordinário de Prestação Social para Trabalhadores.

 

Segundo denuncia o JN esta quarta-feira, 23 de dezembro, há milhares de pedidos pendentes na Segurança Social e também quem não receba um cêntimo desde julho, altura em que foi aprovada esta medida que prevê um apoio mensal de 438, 81 euros.

 

Depois de centenas de queixas terem sido enviadas para a Segurança Social, mas também para a Provedoria de Justiça, grupos parlamentares e alguns órgãos de Comunicação Social, o Governo comprometeu-se a efetuar dois pagamentos até ao final deste ano. O primeiro ainda hoje, abrangendo 17.500 beneficiários, e outro a 30 de dezembro.

Cruzamento de dados com o Fisco

Como o Negócios noticiou esta terça-feira, 22 de dezembro, a Segurança Social vai aplicar uma medida de fiscalização dos rendimentos declarados pelos trabalhadores a recibos verdes em 2021 com o objetivo de detetar discrepâncias nos rendimentos declarados tanto em 2019 e 2020.

Em causa está uma medida que não foi imediatamente aplicada com a aprovação do novo regime contributivo destes trabalhadores, mas que permitirá através do cruzamento de dados com o Fisco detetar discrepâncias nas declarações dos últimos dois anos.

Ver comentários
Saber mais pandemia apoios precários trabalho segurança social fisco
Outras Notícias