Automóvel Faraday Future revela protótipo de carro com "sexto sentido"

Faraday Future revela protótipo de carro com "sexto sentido"

A Faraday Future apresentou o seu primeiro protótipo automóvel: o "FFZERO1", um veículo com "sexto sentido" ao estilo do Batmobile. O carro terá um smartphone incorporado no volante para personalizar as preferências do condutor.
David Paul Morris/Bloomberg David Paul Morris/Bloomberg David Paul Morris/Bloomberg David Paul Morris/Bloomberg David Paul Morris/Bloomberg David Paul Morris/Bloomberg David Paul Morris/Bloomberg David Paul Morris/Bloomberg David Paul Morris/Bloomberg David Paul Morris/Bloomberg
André Vinagre 05 de janeiro de 2016 às 11:32

O "FFZERO1" foi apresentado pela Faraday Future esta segunda-feira, 4 de Janeiro, em Las Vegas, na exposição Consumer Electronics Show (CES). O veículo terá um smartphone incorporado capaz de personalizar o carro ao estilo de cada condutor, escreve o Financial Times.

 

A Faraday Future, fabricante automóvel fundada em 2014, revelou o protótipo do seu primeiro veículo, o "FFZERO1". Além da capacidade de se adaptar a cada condutor, é eléctrico e pode também viajar autonomamente, sem condutor.

 

A integração do smartphone de qualquer condutor no volante do veículo permitirá transferir as configurações próprias para cada condutor, visualizar dados em tempo real e interagir com o veículo. Esta novidade da Faraday apresenta ainda um design aerodinâmico "ao estilo do Batmobile", como diz a Tech Insider, mil cavalos de potência, vai dos zero aos 100 em apenas três segundos e pode atingir velocidades na ordem dos 320 quilómetros por hora.

 

Contudo, o Financial Times refere ainda não é certo que o "FFZERO1" comece a ser produzido em breve. A Faraday Future diz que será este o módulo para a produção de outros veículos da marca.

 

A Faraday é uma empresa do ramo automóvel fundada há apenas 18 meses na Califórnia, Estados Unidos da América, que pretende rivalizar com a Tesla Motors na construção de carros inteligentes e eléctricos. Em Dezembro de 2015, a marca revelou planos para construir uma unidade de produção de mil milhões de dólares em Las Vegas com vista à apresentação do seu primeiro veículo em 2017.

Grande parte do investimento na Faraday provém de Jia Yueting, líder do grupo de internet chinês Lety, que diz esperar que a empresa ultrapasse a Tesla no segmento dos veículos eléctricos conectados.

 

Nick Sampson, membro fundador da Faraday Future, disse que este módulo de produção dará à empresa a capacidade de produzir automóveis eléctricos a um ritmo mais elevado que as fabricantes automóveis tradicionais. "O nosso estilo de vida está a ficar muito digital e conectado, e a indústria automóvel não está a responder a essa necessidade suficientemente rápido", referiu o líder da unidade de investigação e desenvolvimento da empresa.

 

"Estamos focados em produzir um veículo [até 2017], mas com a nossa estratégia sabemos que podemos aumentar a produção no futuro rápida e eficientemente com outros produtos, em vez de termos de esperar outros cinco anos para que os próximos modelos sejam produzidos", concluiu Nick Sampson citado pelo Financial Times.

 

De acordo com o Financial Times, a empresa tem vindo a contratar funcionários de outras fabricantes automóveis, como a Tesla, a GM, a BMW e a Audi, de tecnológicas, como a Google e a Samsung, e até de grupos aeroespaciais, como a Boeing e a Space X.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI