Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Grupo BMW quer vender 2 milhões de carros elétricos até 2025. Mini totalmente elétrica em 2030

O grupo BMW pretende acelerar a eletrificação dos seus veículos e aponta agora para dois milhões de automóveis elétricos entregues em todo o mundo até final de 2025. Em 2030 a Mini será uma marca 100% elétrica.

Pedro Curvelo pedrocurvelo@negocios.pt 17 de Março de 2021 às 16:36
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O grupo BMW traçou novas metas para a transição para os veículos elétricos e aponta agora para que em 2030 alcance um total de dois milhões de automóveis 100% elétricos entregues em todo o mundo.

O anúncio foi feito esta quarta-feira na conferência anual do grupo automóvel alemão transmitida online a partir de Munique.

O grupo revelou ainda que vai antecipar em três meses o lançamento do seu quarto modelo totalmente elétrico, o BMW i4, e adiantou que até final deste ano será também colocado no mercado o BMW iX, elevando para cinco os modelos 100% elétricos do grupo  - o BMW i3, o Mini Electric e o BMW iX3, já foram lançados.

"O lançamento do BMW iX e do BMW i4 simbolizam o início da nossa ofensiva tecnológica em 2021: estes dois veículos totalmente elétricos serão uma referência para os modelos 100% elétricos, daqui para a frente", defendeu Oliver Zipse, presidente do conselho de administração do grupo bávaro.

Em termos de digitalização, será lançado o BMW Operating System 8, novo sistema de processamento de dados de veículos desenvolvido pelo grupo e que tem a capacidade de "realizar atualizações over-the-air a uma velocidade incrível". Este sistema será estreado no BMW iX, "formando a base para a oitava geração do BMW iDrive", refere o grupo.

As metas para a eletrificação passam ainda por ter "pelo menos um modelo 100% elétrico em cerca de 90$ dos segmentos do mercado" até 2023, ano em que o grupo terá "cerca de 12 modelos totalmente elétricos disponíveis na sua frota".

Para os próximos anos, os planos passam por versões totalmente elétricas do BMW Série 5, do BMW X1, do BMW Série 7 e do sucessor do Mini Countryman.

"Quando a segunda fase da transformação atual atingir o seu auge em 2025, as entregas de modelos totalmente elétricos terão crescido, em média, mais de 50% ao ano, ou seja, dez vezes mais em comparação a 2020. No final de 2025, o grupo terá entregue cerca de dois milhões de veículos totalmente elétricos aos seus clientes, em todo o mundo", assinala ainda o fabricante germânico.

Mini lança último modelo de combustão em 2025 e será 100% elétrica em 2030

A Mini irá lançar o seu derradeiro modelo de combustão em 2025, estimando o grupo que "em 2027, os veículos totalmente elétricos serão responsáveis por pelo menos 50%" de todas as vendas da marca.

"No início da década de 2030, toda a linha da Mini será totalmente elétrica, continuando a ser uma marca global com presença em todas as regiões do mundo", salienta a BMW.

Vendas de veículos eletrificados cresceu 31,8% em 2020

O grupo destaca ainda que no ano passado vendeu 192.662 veículos eletrificados das marcas BMW e Mini, o que traduz um crescimento de 31,8% face ao ano anterior.

E, sublinha ainda, a subida nas vendas de veículos totalmente elétricos cifrou-se em 13%.

Este desempenho permitiu a melhoria da meta de emissões de 104 g/km definida para a frota europeia do grupo em 2020, atingindo um valor provisório de 99 g/km.

O grupo disse ainda esperar um "sólido aumento" das vendas no segmento automóvel e que o lucro antes de impostos seja "significativamente maior do que em 2020".
Ver comentários
Saber mais automóvel bmw mini elétricos
Outras Notícias