Automóvel Metade dos 4,8 milhões de carros que circulam em Portugal são de seis marcas

Metade dos 4,8 milhões de carros que circulam em Portugal são de seis marcas

A Renault é a marca mais representada no parque automóvel de ligeiros de passageiros em Portugal. A fabricante francesa tem mais de meio milhão de veículos em circulação nas estradas portuguesas, o que lhe confere uma quota de mercado superior a 12%.
Pedro Curvelo 15 de setembro de 2018 às 15:00

O parque automóvel de Portugal superou em 2017, pela primeira vez, os seis milhões de veículos, sendo que destes 80% eram ligeiros de passageiros.

 

A análise aos dados da Associação Automóvel de Portugal (ACAP) mostra que mais de metade dos 4,8 milhões automóveis ligeiros de passageiros existentes em Portugal eram de apenas seis marcas: Renault, Volkswagen, Opel, Peugeot, Mercedes e Ford.

 

Estas seis marcas representam 2,46 milhões dos 4,8 milhões de ligeiros de passageiros em circulação nas estradas portuguesas, ou seja 51,3%.

 

A Renault lidera com uma margem confortável o mercado neste segmento que representa 80% dos seis milhões de veículos existentes no país. A marca francesa contabilizava 581.669 unidades, o que lhe conferia uma quota de mercado de 12,1% e deixa o rival mais próximo a mais de 140 mil veículos.

 

A alemã Volkswagen ascendeu no ano passado ao segundo lugar, atingindo os 441.337 automóveis, correspondentes a 9,2% do mercado. A também germânica Opel, recentemente integrada no grupo francês PSA, caiu para o terceiro posto, com 438.192 viaturas ou 9,1% de quota.

 

No quarto lugar surge outra fabricante francesa. A Peugeot. A "marca do leão" encerrou 2017 com 392.526 veículos nas estradas portuguesas, o que lhe confere uma fatia do mercado na ordem dos 8,2%. Em ascensão está a Mercedes-Benz, que alcançou a quinta posição com 316.386 automóveis. A marca alemã ultrapassou a Ford para entrar no "top 5". A Ford somava 290.897 veículos no final do ano passado, o que equivale a 6,1% do total de ligeiros de passageiros.

 

Carros em Portugal são os mais velhos de sempre

 

Como o Negócios já noticiou na quinta-feira, a idade média dos automóveis deste segmento aumentou para 12,6 anos, o valor mais elevado de sempre.

 

Desde 2000, a idade média das viaturas passou de 7,2 anos para 12,6 anos, um envelhecimento acelerado que coloca Portugal mais próximo dos valores registados nos países de Leste do que da Europa Ocidental.

 

A quantidade de ligeiros de passageiros com 20 ou mais anos de idade passou de cerca de 177 mil em 2010 para quase 777 mil no ano passado. Os automóveis com idade superior a 10 anos são mais de 2,9 milhões.

A carregar o vídeo ...

 




pub