Automóvel Queixas sobre rede de carregamentos elétricos Mobi.e disparam 266%

Queixas sobre rede de carregamentos elétricos Mobi.e disparam 266%

As queixas sobre a rede de carregamentos para automóveis elétricos Mobi.e aumentaram 266% nos últimos 12 meses. As avarias constantes e a indisponibilidades dos postos de carregamento lideram as reclamações.
Queixas sobre rede de carregamentos elétricos Mobi.e disparam 266%
Negócios 08 de março de 2019 às 13:17

As queixas sobre a rede de carregamentos para automóveis elétricos Mobi.e aumentaram 266% nos últimos 12 meses, revelou esta sexta-feira o Portal da Queixa, rede social de consumidores.

De acordo com o portal, entre abril de 2018 e a passada quarta-feira, 6 de março, o número de queixas sobre a rede pública de postos de carregamento foi 110. A indisponibilidade dos postos e as avarias constantes dos equipamentos são as reclamações mais frequentes.

O Portal da Queixa refere ainda que "o total abandono no apoio" (por parte da empresa), é uma denúncia apontada pela generalidade dos queixosos ao longo dos anos". Segundo a mesma fonte, a taxa de resposta da Mobi.e às queixas apresentadas é de apenas 1,1% e o índice de satisfação dos consumidores cifra-se em 1,4 pontos numa escala de 0 a 100.

Os vários agentes do setor da mobilidade elétrica reconheceram problemas com a rede de postos, nomeadamente a falta de manutenção, considerando que a solução passa pelo início do pagamento dos carregamentos. A 1 de novembro do ano passado os carregamentos rápidos passaram a ser pagos e o Governo indicou que pretende que o carregmento nos postos lentos deixe também de ser gratuito este ano sem, contudo, indicar uma data.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI