Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Tesla vai investir 5 mil milhões de dólares em fábrica na China

A fabricante de automóveis eléctricos quer começar a produzir o seu Model 3 em Xangai já em 2020.

Reuters
Rita Faria afaria@negocios.pt 01 de Agosto de 2018 às 11:26
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

A ambição da Tesla de construir uma unidade de produção na China já era conhecida há mais de um ano. Mas a confirmação do plano só chegou recentemente com o anúncio das conversações com as autoridades chinesas sobre a localização da nova fábrica: Xangai. Desconhecido era o montante envolvido neste plano de expansão que, segundo fontes citadas pela Bloomberg, vai ascender a 5 mil milhões de dólares.

De acordo com a agência noticiosa, a Tesla está a considerar a possibilidade de levantar fundos na China para financiar uma parte deste investimento. O objectivo da empresa é dar início à produção do seu novo Model 3 nessa nova unidade já em 2020.

Garantir a construção de uma fábrica na China é agora mais crucial para a empresa liderada por Elon Musk, depois de Pequim ter imposto uma tarifa adicional de 25% sobre a importação de automóveis dos Estados Unidos, em resposta às taxas aduaneiras da administração Trump sobre 34 mil milhões de dólares de bens chineses. A China é o maior mercado mundial de veículos eléctricos e o segundo maior para a Tesla, a seguir aos Estados Unidos.

No início do mês passado, quando anunciou um acordo preliminar com as autoridades de Xangai, a Tesla não deu detalhes sobre os custos implicados na construção da nova unidade de produção, que será a primeira na China totalmente detida por uma fabricante estrangeira. De acordo com os analistas da Bloomberg Intelligence, o investimento necessário deverá ser de 10 mil milhões de dólares, o dobro do que estará a ser considerado pela empresa.

Paralelamente, a fabricante liderada por Elon Musk está a estudar a possibilidade de construir a sua primeira fábrica europeia, tendo iniciado conversações com a Alemanha e a Holanda nesse sentido, como avançou o The Wall Street Journal.

Musk já descartou a necessidade de vender novas acções ou obrigações este ano, insistindo que a empresa será capaz de se financiar a si própria e tornar-se rentável, com o aumento da produção do seu Model 3.

Os resultados da fabricante de carros eléctricos deverão ser anunciados esta quarta-feira.

Ver comentários
Saber mais Tesla China Xangai Elon Musk
Mais lidas
Outras Notícias