Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Vendas automóveis caíram 33,9% em 2020. Renault vê liderança encurtada

As vendas de automóveis em Portugal recuaram 33,9% no ano passado, para cerca de 177 mil veículos. Em dezembro a quebra foi de 19,4%.

Após sete meses consecutivos em queda, a produção automóvel nacional subiu 9,4% em agosto.
Mário Cruz/Lusa
Pedro Curvelo pedrocurvelo@negocios.pt 04 de Janeiro de 2021 às 15:12
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
As vendas de automóveis em Portugal recuaram 33,9% no ano passado face a 2019, totalizando 176.992 unidades, segundo dados divulgados esta segunda-feira pela Associação Automóvel de Portugal (ACAP).

Em dezembro, a quebra nas vendas cifrou-se em 19,4%, para as 18.290 viaturas.

O segmento de ligeiros de passageiros, que representa 82% do mercado nacional, sofreu uma quebra anual de 35%, para 145.417 veículos. Já os comerciais ligeiros resistiram melhor à crise originada pela pandemia, fechando o ano com uma descida de 28,3%, para 27.578 unidades.

Os pesados de mercadorias registaram um recuo de 27,9%, para 3.585 viaturas, enquanto as vendas de pesados de passageiros caíram 31,4%, para 412 unidades.

Crónica líder Renault vê domínio diminuir
A Renault marca líder em Portugal nos ligeiros de passageiros há mais de duas décadas viu as vendas neste segmento encolherem 35,8%, o que levou a uma redução na sua quota de mercado para 12,8%.

Apesar da quebra de 33%, a Peugeot encurtou a distância para a rival francesa e reforçou a "fatia" de mercado para 10,9%.

A fechar o pódio surge a Mercedes-Benz, que foi a marca que mais quota de mercado ganhou ao passar de 7,4% em 2019 para 9,46%.
Ver comentários
Saber mais Associação Automóvel de Portugal ACAP vendas automóveis
Outras Notícias