Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Caixa guarda um terço dos depósitos dos portugueses

A Caixa Geral de Depósitos tem à sua guarda um terço dos depósitos dos clientes particulares portugueses. No ano passado, em que a crise do BES motivou uma fuga de poupanças deste banco, a instituição pública aumentou os recursos de clientes. Mas o crédito continuou a cair.

Bloomberg
Maria João Gago mjgago@negocios.pt 11 de Fevereiro de 2015 às 18:20
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...

Um terço dos depósitos dos clientes particulares da banca portuguesa está à guarda da Caixa Geral de Depósitos. O banco liderado por José de Matos apresentava, no final de Novembro, uma quota de mercado de 32,4% neste segmento, de acordo com o comunicado sobre os resultados de 2014, divulgado esta quarta-feira, 11 de Fevereiro.

 

Também em termos do conjunto dos depósitos, a CGD conseguiu reforçar a sua liderança, passando de uma quota de mercado de 27,6% no final de 2013 para 28,6% no final de Novembro. Uma evolução que não será alheia ao facto de a crise vivida no Banco Espírito Santo durante o Verão ter levado a uma fuga de depósitos desta instituição, que ainda se manteve após a criação do Novo Banco.

 

O peso da Caixa no mercado de depósitos reflectiu um aumento dos recursos de clientes captados pela instituição, que cresceram 4,9%, para 71.134 milhões.

 

Já o crédito a clientes manteve a tendência de queda, recuando 3,3% em termos brutos, para 72 mil milhões. "Este decréscimo não foi uniforme nos diferentes sectores de actividade, reflectindo sobretudo a significativa redução do crédito ao sector empresarial do Estado na sequência de um assinalável fluxo de amortizações antecipadas", no valor de 900 milhões, refere o comunicado da CGD.

Ver comentários
Saber mais CGD José de Matos depósitos crédito
Outras Notícias