Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Dias Loureiro pondera recorrer para Tribunal dos Direitos do Homem

A investigação ao caso BPN foi arquivada. Algumas considerações do anúncio mantêm as suspeitas que motivaram o inquérito. É por causa delas que Dias Loureiro pode levar o assunto a um novo patamar de justiça, noticia o DN.

Duarte Roriz/CM
Negócios jng@negocios.pt 06 de Abril de 2017 às 08:49
  • Assine já 1€/1 mês
  • 16
  • ...

Manuel Dias Loureiro admite apresentar queixa no Tribunal Europeu dos Direitos do Homem, depois do Ministério Público ter arquivado um inquérito onde era visado, escreve o Diário de Notícias desta quinta-feira, 6 de Abril.

O advogado do antigo ministro da Administração Interna, Daniel Proença de Carvalho, fala em violação do "direito a um processo equitativo", considerando que a investigação ao caso BPN foi "brutal" pela sua demora de oito anos.


O Ministério Público decidiu, esta semana, arquivar o inquérito contra Dias Loureiro e Oliveira e Costa pelos crimes de burla qualificada, branqueamento de capitais e fraude fiscal qualificada.


Contudo, a o anúncio dessa decisão mantinha em destaque algumas das dúvidas e suspeitas que sustentaram a investigação – considerações que Proença de Carvalho define como "intoleráveis" e "ilegais" ao Diário de Notícias.


O Ministério Público considerou não ter sido possível identificar, "de forma conclusiva, todos os factos susceptíveis de integrar os crimes imputados aos arguidos" após a análise de "informação bancária relativa às operações e aos sujeitos intervenientes".


Dias Loureiro reagiu no dia seguinte afirmando estar "estarrecido e preocupado" com o despacho de arquivamento.

Ver comentários
Saber mais BPN Tribunal Europeu dos Direitos do Homem Manuel Dias Loureiro Ministério Público Diário de Notícias Daniel Proença de Carvalho Oliveira e Costa crime lei e justiça economia negócios e finanças inquérito
Mais lidas
Outras Notícias