Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fundação La Caixa e CaixaBank dão mais um passo na sua separação

Em plena OPA do BPI, o CaixaBank verifica uma ligeira mudança accionista. A fundação La Caixa reduziu a sua posição até 40% com a venda de 5% do capital no arranque da semana.

Reuters
Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 07 de Fevereiro de 2017 às 13:29
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O Criteria Caixa, que pertence à fundação La Caixa, continua a afastar-se do CaixaBank, a instituição financeira do grupo. Esta terça-feira, ficou concluída a venda de 5,322% do capital do CaixaBank, numa altura em que os catalães estão a comprar o Banco BPI.

 

O Criteria Caixa é a "holding" através da qual a fundação controla, entre outros activos como a Abertis e Gas Natural, o banco CaixaBank. Em Maio de 2016, tinha 57% do CaixaBank. A 7 de Fevereiro, o Criteria terminou a alienação de 5,322% da entidade, ficando com uma participação de 40%.

 

"O montante da operação ascendeu a 1.068.614.737,806 euros, sendo o preço de venda de 3,3572 euros por acção", indica o comunicado no site do regulador do mercado de capitais.

 

Esta descida acontece por determinação do Banco Central Europeu (BCE), que obrigou o Criteria Caixa a reduzir a sua participação a 40% do CaixaBank até ao final de 2017. O que ficou concretizado em Fevereiro.

 

Com esta movimentação, o CaixaBank deixa de ser consolidado nas contas da fundação e o Banco Central Europeu passa a exercer a sua supervisão directa sobre a instituição financeira e não sobre a fundação.

 

A autoridade presidida por Mario Draghi obrigou a uma separação entre o La Caixa e o CaixaBank. Esta última entidade terá limites ao financiamento que poderá conceder à fundação e houve a separação das respectivas administrações. Isidro Fainé (na foto) passou unicamente a ser o líder da fundação, Gonzalo Gortázar ficou na presidência executiva do CaixaBank.

Esta venda acontece no dia em que termina a OPA lançada sobre o capital do BPI por parte do CaixaBank, que já controla 45,5% do banco português. 

Ver comentários
Saber mais Fundação La Caixa Banco BPI Criteria Caixa Gas Natural Banco Central Europeu BCE Mario Draghi La Caixa Isidro Fainé Gonzalo Gortázar
Mais lidas
Outras Notícias