Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Associação Mutualista Montepio contrata Paulo Pedroso para estudar mutualismo e economia social

A Associação Mutualista recusa que a escolha do ex-ministro do PS, que é casado com Ana Catarina Mendes, tenha sido influenciada por ligações políticas na instituição, onde há vários dirigentes do mesmo partido.

Bruno Colaço
Negócios jng@negocios.pt 11 de Maio de 2020 às 09:02
  • Assine já 1€/1 mês
  • 24
  • ...

Especialista em sociologia do trabalho e nas áreas da economia social, mas também ex-dirigente do Partido Socialista, Paulo Pedroso foi contratado pela Associação Mutualista Montepio Geral (AMMG) para o desenvolvimento de estudos de âmbito mutualista e sobre o terceiro setor.

 

A notícia é avançada pelo Eco esta segunda-feira, 11 de maio, que cita fonte oficial da instituição presidida por Virgílio Lima a sustentar que "a escolha resulta estritamente da identificação de competências" nestas áreas, retirando as ligações e os contactos políticos da equação, e que "a manutenção da relação verificar-se-á até à conclusão dos estudos em causa".

 

No entanto, a escolha do ex-ministro do Trabalho de António Guterres, que é casado com a líder parlamentar do PS, Ana Catarina Mendes, está a ser encarada nesta mutualista com mais de 600 mil associados como um alargamento da influência socialista na instituição, que tem nos quadros dirigentes outros elementos do mesmo partido, como Maria de Belém e Luís Patrão.

 

A AMMG é dona do Montepio, liderado por Pedro Leitão e que em 2019 aumentou os lucros em quase 60%, para 21,7 milhões de euros. No relatório e contas divulgado a 5 de maio, o banco admitiu que a pandemia de covid-19 e o seu impacto no setor financeiro vão levar a uma revisão do plano de negócios, nomeadamente ao nível da "limpeza" de ativos tóxicos e redução da exposição ao risco imobiliário.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias