Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Oitante vende banco de investimento do Banif a grupo chinês

O veículo que herdou os activos do Banif acordou a venda do banco de investimento ao Bison Capital. O preço não foi revelado. Com sede em Hong Kong, o grupo quer manter os funcionários e vai fazer uma injecção de 10 milhões de euros.

Correio da Manhã
Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 11 de Agosto de 2016 às 17:06
  • Assine já 1€/1 mês
  • 7
  • ...

O banco de investimento do Banif foi comprado por um grupo chinês. O anúncio, feito pela vendedora Oitante, não indica qual o preço. Haverá uma injecção de 10 milhões de euros. Para concretizar a operação, falta a autorização dos reguladores.

 

"A Oitante seleccionou a proposta apresentada pela Bison Capital Financial Holdings (Hong Kong) Limited ("Bison Capital"), por ser aquela que apresentava as condições mais favoráveis à maximização da venda do BBI, incluindo a oferta de um valor de compra superior ao valor contabilístico dos capitais próprios do BBI", indica um comunicado emitido pelo veículo, liderado por Miguel Artiaga Barbosa.

 

Nada mais é dito sobre o montante. O Negócios questionou a Oitante mas ainda não obteve resposta. A Oitante, embora sendo detida totalmente pelo Fundo de Resolução cuja actividade tem sido suportada, sobretudo, por empréstimos do Estado, não tem divulgado o valor das operações de venda dos activos do ex-Banif. O Ministério das Finanças também foi contactado pelo Negócios mas ainda não deu resposta. 

 

No relatório e contas de 2014 (ainda não há resultados de 2015, ano em que o Banif foi alvo de resolução), o banco de investimento que pertencia ao grupo de Horácio Roque apresentava capitais próprios de 25,6 milhões de euros - metade dos registados no ano anterior. Neste momento, os capitais próprios do banco não serão os mesmos mas não há números mais recentes. Em Janeiro deste ano, foi feito um aumento de capital de 29,4 milhões de euros na instituição através da conversão de depósitos e dívida (ou seja, sem esforço do accionista).

 

Não se conhece a proposta de compra dos chineses da Bison Capital, com sede em Hong Kong, mas sabe-se que haverá uma injecção no futuro: "Na proposta apresentada, a Bison Capital comprometeu-se a aumentar o capital social do BBI no valor de €10.000.000 no prazo de um ano a contar da efectiva transmissão das acções, prestações acessórias e obrigações subordinadas".

 

A Bison Capital conseguiu ficar com o banco de investimento, como o Económico já tinha noticiado, depois de um "processo competitivo de venda do BBI, conduzido em conformidade com as normas nacionais e europeias e com as melhores práticas internacionais" iniciado em Abril. Não foi revelado quantas entidades participaram.

O contrato de compra e venda do banco de investimento foi assinado a 3 de Agosto, entrando em vigor a 9 de Agosto. Agora falta a posição dos reguladores: "A efectiva transmissão das acções, prestações acessórias e obrigações subordinadas dependentes da obtenção das autorizações regulatórias aplicáveis", indica ainda o comunicado.

 

Postos de trabalho preservados

 

"Para a Oitante é ainda relevante o facto de o projecto que a Bison Capital tem para o BBI prever que o mesmo venha a ser desenvolvido com o apoio de actuais colaboradores, permitindo assim uma eficaz transição do banco para o novo accionista", assinala ainda a administração de Artiaga Barbosa, que foi administrador do Banif em representação do Estado.

 

No final de 2014, o banco tinha 39 funcionários, sendo que não há dados mais recentes.

O banco de investimento, liderado esde Fevereiro deste ano por Carla Rebelo, engloba os segmentos de gestão de activos e de pensões. 


(Notícia actualizada pela última vez, com mais informações, às 18:39)

Ver comentários
Saber mais Bison Capital Hong Kong
Mais lidas
Outras Notícias