Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Último esquema de Salgado gerou perdas de 2,2 mil milhões em meses

Entre janeiro e o final de junho de 2014, a pouco mais de um mês do colapso do BES, foram emitidos mais de 4 mil milhões de euros em dívida da Rioforte, naquela que terá sido a última tentativa para continuar a ocultar a real situação financeira do GES.

Salgado é acusado de ter orquestrado esquemas financeiros até aos últimos dias do GES, quando a real situação do grupo começava a ser conhecida.
Salgado é acusado de ter orquestrado esquemas financeiros até aos últimos dias do GES, quando a real situação do grupo começava a ser conhecida. Tiago Petinga/Lusa
Rafaela Burd Relvas rafaelarelvas@negocios.pt 23 de Julho de 2020 às 09:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

Quando os esquemas mantidos dentro do Grupo Espírito Santo (GES) começaram a ser revelados e o Banco de Portugal (BdP) começou a intervir de forma mais ativa no Banco Espírito Santo (BES), Ricardo Salgado redobrou esforços para continuar a manter oculta a real situação do grupo. É nesta altura que decide emitir papel comercial da Rioforte e convencer os investidores da Espírito Santo International (ESI), então já falida,

...

Negócios Premium
Conteúdo exclusivo para assinantes
Já é assinante? Inicie a sessão
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone
  • Conteúdos exclusivos com melhor da informação económica nacional e internacional;
  • Acesso sem limites, até três dispositivos diferentes, a todos os conteúdos do site e app Negócios, sem publicidade intrusiva;
  • Newsletters exclusivas;
  • Versão ePaper, do jornal no dia anterior;
  • Acesso privilegiado a eventos do Negócios;
Ver comentários
Saber mais Grupo Espírito Santo Ricardo Salgado GES Rioforte BdP Banco de Portugal Banco Espírito Santo BES ESI Ministério Público ESFG banca
Mais notícias Negócios Premium
+ Negócios Premium
Capa do Jornal
Informação de qualidade tem valor. Invista. Assine já 1mês / 1€
Mais lidas
Outras Notícias