Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Continente investe 2,5 milhões em laboratório para desenvolver produtos da marca própria

Todos os produtos da marca própria vão ser analisados no "Co-Lab", localizado no Continente da Amadora. Retalhista antecipa aumento da procura pelos seus produtos de marca própria que somam mais de 4.000 referências.

Diana do Mar dianamar@negocios.pt 26 de Maio de 2023 às 15:40
O Continente inaugurou, esta sexta-feira, um laboratório concebido especificamente para pesquisa e desenvolvimento dos produtos das suas marcas próprias, fruto de um investimento inicial de 2,5 milhões de euros.

Denominado "Co-Lab: Laboratório de Inovação com o Cliente", o novo centro localiza-se no piso superior do Continente da Amadora, onde dispõe de um espaço com 1.200 metros quadrados.

"O 'Co-Lab' é uma resposta aos nossos objetivos: ter produtos Continente cada vez mais alinhados com o que o consumidor procura, continuar a surpreender os clientes com inovações exclusivas, apostar na qualidade dos nossos produtos e reforçar a relação de confiança com os nossos parceiros", diz a diretora comercial de marca própria da MC, dona do Continente, Tânia Lucas, citada num comunicado enviado às redações.

Composto por cozinhas, espaços para "showcooking" e formação de colaboradores e salas de limpeza do lar, de beleza e de design, entre outros, o "Co-Lab" tem ainda dois laboratórios: um químico e outro sensorial, onde, além da prova de produto, vão ser utilizadas duas técnicas descritas como inovadoras. A saber: o "Face Reader", um equipamento que analisa as reações físicas (expressões faciais) dos provadores ao experimentar ou observar produtos e o "Face Reader Eye Tracker", que, através de uns óculos de infravermelhos colocados no consumidor, recolhem informações sobre quais são as partes do produto/embalagem onde os clientes dedicam mais atenção.

"Todos os produtos que têm a nossa marca vão ser analisados no 'Co-Lab' presencialmente ou, em casos específicos, na casa do próprio consumidor, sempre com a coordenação desta equipa. O objetivo do Continente é continuar a responder e a superar as expectativas do consumidor, combinando a experiência das marcas de fabricante com a excelência no desenvolvimento da marca própria", explica a mesma responsável.

A marca própria tem vindo a crescer nos últimos anos, tendo Portugal sido, em 2022, o país com maior crescimento (+2,9%) em toda a Europa, face ao ano anterior, e ocupando a sexta posição dos países europeus em que a marca própria tem maior peso no carrinho dos clientes, de acordo com a retalhista. No ano passado, a marca própria do Continente representou cerca de 925 milhões de euros na área alimentar, registando um crescimento superior a 20% no último ano (ou seja, mais 175 milhões de euros), e um crescimento de quase 50% nos últimos três.

E as perspetivas são de crescimento: "Em 2023, prevê-se que a procura pelos produtos de marca Continente se intensifique e é também por isso que faz tanto sentido para a MC continuar a apostar, não só na marca e produtos Continente, mas também na relação de confiança e proximidade com os consumidores, que são uma fonte de informação crítica para termos uma gama cada vez mais bem-sucedida face às expetativas do público", refere Tânia Lucas.

A marca Continente, com mais de três décadas, tem, atualmente, mais de 4 mil referências de produtos.
Ver comentários
Saber mais economia negócios e finanças Informação sobre empresas bens de consumo alimentação comércio retalho
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio