Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portugueses pretendem gastar média de 327 euros na Black Friday

Tecnologia mantém-se no topo das preferências, mas livros ganham terreno nas intenções de compra para a Black Friday face ao ano passado. Estudo da Netsonda para a Worten revela que mais de metade dos inquiridos pretende aproveitar os descontos da temporada tanto na internet como nas lojas físicas.

Diana do Mar dianamar@negocios.pt 26 de Outubro de 2021 às 11:49
  • Partilhar artigo
  • 5
  • ...

Quase nove em cada dez portugueses planeiam fazer compras durante a Black Friday e desembolsar, em média, 327 euros, ou seja, mais cinco euros do que no ano passado. É o que revela um estudo conduzido pela Netsonda para a Worten que mostra um expressivo aumento dos consumidores que tencionam fazê-lo tanto online como nas lojas físicas (de 41% em 2020 para 56%).

Se, em 2020, 36% dos inquiridos tinha a intenção de aproveitar as grandes promoções só através da Internet, este ano, essa percentagem baixa para 21%. Já 12% tenciona comprar apenas nos espaços físicos, mais um ponto percentual do que em 2020.

A tecnologia continua no topo dos produtos mais procurados (com 56% das intenções de compra contra 55% em 2020), seguido dos artigos de moda e acessórios (48% contra 49% em 2020), num pódio que se completa com os eletrodomésticos (37% contra 36% em 2020). A lista de preferências prossegue com os perfumes e cosméticos (24% das intenções de compra contra 25% em 2020).

Já os livros devem atrair 24% dos consumidores, após uma "escalada" nas intenções de compra de 14% para 27%, figurando na quinta posição da lista de favoritos.

A sondagem revela ainda que 86% dos inquiridos tencionam comprar apenas para si próprios; enquanto 51% para o companheiro/a. Já 43% planeia abrir os cordões à bolsa na Black Friday tendo os filhos como destinatários dos bens a adquirir durante a campanha.

Worten, Fnac, Rádio Popular, Media Markt, Zara, El Corte Inglés, Bershka e Mango figuram entre as marcas que os portugueses mais associam à Black Friday.

O estudo da Netsonda para a Worten foi feito a partir de uma amostra de 1.000 residentes em Portugal continental, com idades entre os 18 e os 54 anos.

A Black Friday cai a 26 de novembro no calendário mas, ao que tudo indica, o figurino do ano passado deve manter-se, com os principais retalhistas a optarem por prolongarem no tempo o mediatismo da data que abre a época alta do consumo que tem o pico no Natal.

Ver comentários
Saber mais economia negócios e finanças comércio retalho consumo
Outras Notícias