Empresas Acordo para terminal de contentores de Alcântara assinado segunda-feira. Investimento é de 122 milhões

Acordo para terminal de contentores de Alcântara assinado segunda-feira. Investimento é de 122 milhões

A renegociação do contrato do terminal de contentores de Alcântara arrasta-se há vários anos. O concessionário já foi detido pela Mota-Engil, sendo agora dos turcos da Yilport.
Acordo para terminal de contentores de Alcântara assinado segunda-feira. Investimento é de 122 milhões
Sérgio Lemos
Maria João Babo 09 de julho de 2019 às 18:09

A ministra do Mar anunciou no Parlamento que o acordo entre os turcos da Yilpor e a Administração do Porto de Lisboa sobre a concessão do terminal de Alcântara será assinado segunda-feira. O investimento será "maioritariamente em equipamentos".

 

A ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, anunciou no Parlamento que o acordo entre a Liscont, concessionária do terminal portuário de Alcântara e a Administração do Porto de Lisboa (APL) vai ser assinado segunda-feira, envolvendo um investimento de 122 milhões de euros "maioritariamente em equipamentos".

 

A renegociação do contrato do terminal de contentores de Alcântara arrasta-se há vários anos. O concessionário já foi detido pela Mota-Engil, sendo agora dos turcos da Yilport.

 

Em causa tem estado um imbróglio provocado pelo facto de o Tribunal Constitucional ter mantido a validade do contrato através do qual o Estado prorrogou a concessão até 2042, apesar de ter em termos ambientais o projeto de ampliação do terminal ter sido chumbado.

 

Na comissão de Agricultura e Mar, Ana Paula Vitorino disse ainda que em Sines, no caso do terminal XXI, "já se chegou a um acordo", estando neste momento a decorrer "toda a preparação processual para ser aprovado o aditamento ao contrato e alteração das bases da concessão".

 

Já sobre o futuro terminal de Vasco da Gama, a ministra adiantou que "está feito o relatório que é necessário para este tipo de concessões", assim como do regulamento do concurso e caderno de encargos.

 

"Aguardamos a aprovação final das Finanças para ser aprovado em Conselho de Ministros", salientou.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI