Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ardian e Macquarie fazem ofertas pela Brisa

O processo de venda da participação do grupo José de Mello e do fundo Arcus na Brisa pode gerar negócio de 3 mil milhões de euros, avança a agência Bloomberg, que garante que o fundo de investimento francês e o grupo australiano estão na corrida.

Bruno simão
Negócios jng@negocios.pt 20 de Janeiro de 2020 às 17:05
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

O fundo de investimento francês Ardian e o australiano Macquarie Group estão entre os interessados que apresentaram ofertas iniciais pela posição que o grupo José de Mello e o fundo Arcus detêm na Brisa, noticiou esta segunda-feira, 20 de janeiro, a agência Bloomberg, citando fontes com conhecimento do assunto.

Segundo refere a agência noticiosa, também a espanhola Abertis Infraestructuras enviou uma primeira oferta pela Brisa, de acordo com as mesmas fontes que pediram para não ser identificadas por se tratar de informação privada.

A Arcus Infrastructure Partners e o grupo José de Mello pretendem vender cerca de 80% da Brisa, num negócio que a Bloomberg avança que pode chegar a 3 mil milhões de euros, segundo as mesmas fontes.

A agência diz ainda que a Arcus e o grupo José de Mello deverão nos próximos dias selecionar uma shortlist entre os grupos que apresentaram ofertas iniciais pela participação na concessionária nacional de autoestradas, os quais serão convidados a apresentar as suas ofertas vinculativas.  

As mesmas fontes ouvidas pela Bloomberg referem, contudo, que ainda não foi tomada qualquer decisão e que não há certeza de que as deliberações levarão a uma transação.

À Bloomberg, representantes da Abertis, Arcus, Ardian, grupo José de Mello e Macquarie recusaram-se a comentar.


Em outubro passado, o grupo José de Mello e o fundo Arcus tornaram público terem colocado à venda, cada um, 40% dos direitos de voto na Brisa. Com a concretização da alienação, o fundo sairá do capital, enquanto o grupo José de Mello abdica do controlo da concessionária, mas permanece como acionista de referência com cerca de 20% dos direitos de voto.


A operação deverá estar concluída até ao final do primeiro semestre de 2020.


(Notícia atualizada às 17:30)
Ver comentários
Saber mais Brisa Ardian Macquarie
Outras Notícias