Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Benfica obtém lucros de 8,3 milhões no primeiro trimestre fiscal

A Benfica SAD apurou um resultado líquido de 8,3 milhões de euros no primeiro trimestre fiscal, beneficiando das mais-valias de 11,3 milhões de euros obtidas com a venda de passes de três jogadores.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 31 de Dezembro de 2007 às 12:53
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Benfica SAD apurou um resultado líquido de 8,3 milhões de euros no primeiro trimestre fiscal, beneficiando das mais-valias de 11,3 milhões de euros obtidas com a venda de passes de três jogadores.

Este trimestre, entre 1 de Agosto e 31 de Outubro, é o primeiro em que a SAD encarnada apresenta as contas comas normas IFRS, pelo que não divulgou os números comparáveis com o exercício do ano passado. Tendo em conta ainda as normas POC, os lucros elevaram-se a 9,8 milhões de euros.

Em IFRS, os resultados operacionais totalizaram 11,4 milhões de euros e 3,98 milhões de euros excluindo as vendas de passes de atletas e a depreciação do valor dos mesmos.

As receitas ascenderam a 17 milhões de euros, tendo os custos operacionais ascendido a 13 milhões de euros.

Num comunicado, a Benfica SAD adianta que "o resultado alcançado (...) é, em parte, justificado pelas mais-valias no valor de 11,3 milhões de euros obtidas com a alienação dos direitos desportivos dos atletas Manuel Fernandes, Anderson Cleber a Azar Karadas para o Valencia CF, o Olympique Lyonnais e o SK Brann, respectivamente".

Os proveitos gerados pela participação na Liga dos Campeões ascenderam a 4,8 milhões de euros, os quais correspondem a 3 milhões de euros referentes ao prémio de participação na competição, 1,2 milhões de euros pela realização de 3 jogos na fase de grupos e 600.000 euros pela vitória obtida na 3ª jornada com o Celtic de Glasgow.

O activo da companhia aumentou 8,08% face ao final do exercício anterior, atingindo em 31 de Outubro de 2007 um total de 194,6 milhões de euros, uma variação que "está essencialmente relacionada com os investimentos efectuados no plantel, que contribuíram para o crescimento em 8 milhões de euros dos activos intangíveis".

O passivo totalizou 161,1 milhões de euros, acima dos 154,8 milhões de euros registados no fim de Julho.

Os capitais próprios melhoraram 33,1% para 33,5 milhões de euros, beneficiando do resultado líquido obtido no primeiro trimestre.

Outras Notícias