Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Dono da Meo compra Sotheby’s por 3,7 mil milhões

A empresa de Patrick Drahi lançou uma oferta pública de aquisição para ficar com 100% do capital da Sotheby’s, uma das maiores leiloeiras do mundo.

Patrcik Drahi
Miguel Baltazar
Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 17 de Junho de 2019 às 14:14
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...

A BidFair, empresa do empresário Patrick Drahi, chegou a acordo para comprar a Sotheby’s, uma das maiores e mais conhecidas empresas de leilões do mundo.

 

Drahi, que também controla a Altice, dona da portuguesa Meo, aceitou pagar 3,7 mil milhões de dólares (3,3 mil milhões de euros) para ficar com 100% do capital da companhia. 

 

A operação pressupõe o lançamento de uma oferta pública de aquisição (OPA) por parte de Drahi, que também é conhecido por ser colecionador de arte. Os acionistas que aceitarem a oferta recebem 57 dólares por ação, o que representa um prémio de 61% face à última cotação da Sotheby’s.

 

Esta transação, caso tenha sucesso, vai resultar no regresso da Sotheby’s ao controlo de uma única empresa, depois de 31 anos cotada na New York Stock Exchange, assinala um comunicado emitido esta segunda-feira, onde se dá conta que o negócio tem a aprovação do conselho de administração da Sotheby’s e dos seus acionistas, bem como dos empregados que detêm ações.

 

"Patrick Drahi é um dos empresários mais conhecidos do mundo, e em nome de todos na Sotheby’s, quero dar-lhe as boas-vindas a esta família", diz o CEO da leiloeira, Tad Smith.

 

Assinalando que ao sair de bolsa ganha flexibilidade para acelerar o seu crescimento, o CEO assinala que com Patrick Drahi, a Sotheby’s estará em "excelentes mãos durante décadas".

 

Também em comunicado, Drahi assinala que a Sotheby's é uma das "mais elegantes e aspiracionais marcas mundiais" e revela que pretende manter a equipa de gestão da companhia "que admira e é cliente há muitos anos".

 

Numa carta aos acionistas, citada pelo Art Market Monitor, Drahi acrescenta que "toda a minha vida fui tenho sido um apaixonado por esta indústria e acredito que as oportunidades e potencial de crescimento são significativas para a Sotheby's".

 

Acrescenta que este é um investimento de longo prazo que é realizado pela sua holding familiar, a BidFair, que não tem qualquer relação de capital com a Altice USA ou a Altice Europe.

 

Drahi é o maior acionista destas duas companhias de telecomunicações e media. Através da Altice Europe controla a Meo em Portugal.

A Sotheby's nasceu em 1744 e tem atualmente 10 salas de leilão em diversas praças, como Nova Iorque, Paris, Londres e Hong Kong.

Ver comentários
Saber mais Patrick Drahi Sotheby’s BidFair Altice Meo
Mais lidas
Outras Notícias