Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Jerónimo Martins vai impugnar decisão sobre preços irregulares na Polónia

A dona do Pingo Doce, que foi multada em 26 milhões de euros pelo regulador polaco da concorrência, discorda da decisão, alegando que os preços incorretos devem-se a "erro humano".

biedronka jeronimo martins
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

A Jerónimo Martins Polska (JMP), subsidiária polaca do grupo de retalho português, vai impugnar judicialmente a decisão da Autoridade Polaca da Concorrência e Protecção do Consumidor (UOKiK), que esta segunda-feira acusou o grupo por práticas enganadoras nos preços apresentados nos supermercados Biedronka. A informação foi avançada ao Negócios por fonte oficial da Jerónimo Martins. 

"A Jerónimo Martins Polska (JMP) discorda do entendimento e da conclusão da Autoridade Polaca da Concorrência e Protecção do Consumidor (UOKiK) e irá impugnar judicialmente a decisão", refere o grupo, que foi multado em 26 milhões de euros (115 milhões de zlotys). 

Em causa estão várias reclamações recebidas pelo Gabinete da Concorrência e Defesa do Consumidor "relativas à apresentação incorreta de preços nas lojas Biedronka". A maior parte dos clientes queixosos alegava que os preços anunciados pelo supermercados nas prateleiras eram diferentes aos valores efetivamente cobrados nas caixas. 

A Jerónimo Martins defende-se com "a escala de operações da Biedronka" que tem "mais de 3 mil lojas, cerca de 70 mil colaboradores e mais de 4 mil milhões de visitas de clientes entre 2017 e 2020", pelo que "há sempre a possibilidade de, por erro humano, faltarem alguns preços ou estarem mal colocados". 

Esta foi, aliás, a justificação apresentada pela retalhista à concorrência polaca, segundo a nota assinada pelo presidente do UOKiK, Tomasz Chróstny. O responsável refere que "a existência de irregularidades também foi confirmada pela própria empresa, explicando-as com erros humanos decorrentes da grande escala das operações. Não descartamos que pudesse ter sido assim, mas não justifica de forma alguma agir em prejuízo dos clientes, tanto mais que durante muito tempo a empresa - apesar das inúmeras irregularidades detetadas pela Fiscalização do Comércio - não tentou resolver este problema".

Já o grupo liderado por Pedro Soares dos Santos sublinha que "o sentido de missão e de dever da Biedronka para com os consumidores reflecte-se, não só na política de preços baixos que norteia todas as suas iniciativas e práticas, mas também no esforço consistente que coloca na melhoria contínua de todos os processos, incluindo a etiquetagem de preços". 

O grupo assegura ainda que tem tomado "medidas robustas, e acima das práticas do mercado, para reduzir estes erros pontuais, tendo estas medidas já produzido efeitos". Destaca ainda que se mantém "firme" na estratégia "de fornecer produtos de qualidade a preços baixos todos os dias, criando valor e apoiando as famílias polacas e a produção e fabrico de alimentos na Polónia, especialmente nestes tempos difíceis". 

Ver comentários
Saber mais Jerónimo Martins Polska Polónia pingo doce Autoridade Polaca da Concorrência e Protecção do Consumidor Biedronka UOKiK
Mais lidas
Outras Notícias