Empresas João Freixa e Sucena Paiva entram no Conselho de Administração da EDP

João Freixa e Sucena Paiva entram no Conselho de Administração da EDP

A Energias de Portugal anunciou hoje que nomeou João Freixa, vice-presidente da Caixa Geral de Depósitos e José Sucena Paiva, professor do Instituto Superior Técnico, para administradores, depois das renúncias de Mira Amaral e Vitor Martins.
Nuno Carregueiro 30 de novembro de 2004 às 18:03

A Energias de Portugal anunciou hoje que nomeou João Freixa, vice-presidente da Caixa Geral de Depósitos e José Sucena Paiva, professor do Instituto Superior Técnico, para administradores, depois das renúncias de Mira Amaral e Vitor Martins.

Num comunicado a EDP [EDP] afirma que «no seguimento da renúncia às funções de vogal do Conselho de Administração apresentadas por Fernando de Mira Amaral e Vitor Ângelo Mendes da Costa Martins, o Conselho de Administração deliberou hoje proceder à sua substituição e cooptou, para o desempenho do cargo de Administrador no mandato do triénio em curso, 2003/2005, João Eduardo Freixa e José Pedro Sucena Paiva».

João Freixa substituiu Mira Amaral como vice-presidente da Caixa Geral de Depósitos, tendo o antigo Governante na altura anunciado que renunciava ao cargo de administrador da EDP.

Vitor Martins, que era administrador da EDP, foi nomeado presidente da instituição financeira estatal e renunciou ao cargo que detinha na eléctrica. A CGD controla cerca de 5% do capital da EDP.

Vai ser substituído por José Sucena Paiva, que é Professor Catedrático de Sistemas de Energia Eléctrica no Departamento de Engenharia Electrotécnica e de Computadores do Instituto Superior Técnico, Universidade Técnica de Lisboa, desde 1980.

O novo administrador da EDP foi também secretário de Estado da Ciência e Tecnologia entre 1988 e 1991 e sócio fundador da Enersis, empresa de energias renováveis da Semapa.

As acções da EDP fecharam a descer 0,45% para os 2,23 euros.




Marketing Automation certified by E-GOI