Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Mineiros de Neves Corvo terminam greve

A greve na mina de cobre de Neves Corvo, iniciada a 17 de Fevereiro, terminou hoje e os trabalhadores retomaram a laboração normal durante a manhã, anunciou em comunicado a canadiana Lundin Mining Corporation.

Carla Pedro cpedro@negocios.pt 01 de Abril de 2010 às 16:37
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A greve na mina de cobre de Neves Corvo, iniciada a 17 de Fevereiro, terminou hoje e os trabalhadores retomaram a laboração normal durante a manhã, anunciou em comunicado a canadiana Lundin Mining Corporation.

João Carrelo, administrador delegado da empresa canadiana em Portugal, comentou que este foi um desfecho positivo para Neves Corvo. “Agora estamos a focalizar-nos, juntamente com os nossos trabalhadores, na recuperação da produção perdida, de forma segura e eficiente”, acrescentou, citado pelo “EarthTimes”.

Os trabalhadores da Somincor, empresa concessionária da mina de Neves Corvo, reivindicavam o aumento de 100 euros no subsídio de fundo que é atribuído aos funcionários que trabalham no fundo da mina, bem como o pagamento dos 50% que estão em falta relativamente ao trabalho prestado no Dia de Santa Bárbara, padroeira dos mineiros, explicou a agência Lusa.

A greve tinha sido iniciada a 17 de Fevereiro passado e desde essa altura que os trabalhadores suspendiam os trabalhos nas duas primeiras horas de cada turno. O porta-voz do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Mineira, Jacinto Anacleto, tinha já declarado à Lusa que esperava que este conflito terminasse “rapidamente” e que o Presidente da República estava a acompanhar a situação com preocupação.

Não são ainda conhecidas as eventuais satisfações das reivindicações dos mineiros de Neves Corvo.

O volume de produção que poderá ter-se perdido com esta greve está actualmente a ser estudado e será fornecida uma estimativa na apresentação dos resultados do primeiro trimestre, em finais de Abril de 2010, segundo o “EarthTimes”, que cita o comunicado da Lundin Mining.

A mina de Neves Corvo, com início de produção em 1988, tem uma vida útil estimada até 2022. A mina produz cobre, zinco e prata recuperáveis.

A Lundin Mining, que tem actividades de exploração mineira também na Suécia, Irlanda, Espanha e República Democrática do Congo, em Portugal é proprietária da mina de Neves Corvo (concessionada à Somincor) depois de ter chegado a um acordo de fusão com os canadianos da Eurozink.

Em Fevereiro do ano passado, a Lundin Mining anunciou a venda da sua subsidiária Pirites Alentejanas, que explorava as minas de Aljustrel, à I'M SGPS dos irmãos Martins.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias