Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Motos elétricas partilhadas da Acciona voltam ao serviço em Lisboa

A Acciona relançou os serviços de motosharing nas várias cidades em que opera, incluindo Lisboa. Os preços baixaram e estão em vigor medidas especiais de higienização.

DR
Pedro Curvelo pedrocurvelo@negocios.pt 12 de Maio de 2020 às 15:48
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A espanhola Acciona relançou o serviço de motos partilhadas nas sete cidades em que opera, incluindo Lisboa, com medidas especiais de higienização devido à pandemia da covid-19. Em Lisboa os preços do tarifário baixaram.

A Acciona indica em comunicado divulgado esta terça-feira que todos os veículos serão higienizados e os utilizadores terão ao seu dispor de gel hidroalcoólico para desinfetar as áreas de contato antes de cada viagem.

A empresa disponibiliza o serviço de motosharing em Madrid, Barcelona, Valência, Sevilha, Saragoça e Milão, para além da capital portuguesa.

A Acciona detalha que todos os motociclos estão equipados toalhetes para a limpeza para as zonas de contato, como o guiador, bem como toucas descartáveis para os capacetes e um gel hidroalcoólico, que deverá ser aplicado nas mãos antes e após cada utilização.

O horário do serviço foi limitado e é agora das 06:00 às 02:00 por forma a permitir a desinfeção de todos os motociclos e a substituição de equipamentos de proteção individual.

Em Lisboa, o tarifário do Modo S, com velocidade limitada a 50 km/h, passa a ser de 21 cêntimos por minutos, o que representa uma redução de cinco cêntimos face aos valores anteriores, e no Modo C, que permite velocidades até 100 km/h, a redução é de dois cêntimos, para 26 cêntimos por minuto.

Os utilizadores têm de ter a carta de condução B e um mínimo de 25 anos ou ter o cartão B e o cartão de ciclomotor ou ainda ter pelo menos 18 anos e possuir carta de condução A, A1 ou A2.

Ver comentários
Saber mais Acciona Lisboa motos elétricas motosharing covid
Outras Notícias