Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portuguesa Wegho vai contratar 120 pessoas

A plataforma online de gestão doméstica fundada por três familiares nortenhos pretende mais do que duplicar a sua equipa, tendo já em fase de contratação 20 dos 120 postos de trabalho a criar até ao final deste ano.

Rui Neves ruineves@negocios.pt 28 de Maio de 2020 às 13:07
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Lançada em julho de 2017 por Carlos Magalhães com o irmão mais velho, João Magalhães, e o primo Luís Machado, a Wegho é uma jovem plataforma online que presta serviços de limpeza doméstica e "facility services", trabalhos que, em tempos de pandemia, têm crescido de forma exponencial.

 

"Durante o mês de abril, a Wegho registou um acréscimo no volume de trabalho com a higienização, limpeza e desinfeção de várias casas familiares, mas também de escritórios e armazéns", adianta a empresa, em comunicado, anunciando que vai reforçar a sua equipa com 120 novos postos de trabalho até ao final deste ano, mais do que duplicando as 111 pessoas que atualmente emprega.

 

"Já entre maio e junho, pretende contratar 20 novos colaboradores, essencialmente com perfis operacionais", acrescentou.

 

A Wegho realça que os serviços "incorporam uma forte componente de procedimentos de desinfeção de espaços de trabalho, procurada pelas empresas para cumprimento das recomendações da Direção Geral de Saúde, mas também de limpeza doméstica".

 

Para dar resposta à elevada procura, esta "spin-off" da Universidade do Porto e start-up incubada na UPTEC (Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto) "diversificou a sua operação com o investimento no serviço de desinfeção por nebulização para descontaminação de vírus, bactérias e germes", tendo, ainda, criado a sua própria loja online de produtos profissionais de limpeza e de equipamentos de proteção individual.

 

"A Wegho, assumindo a posição de pioneira digital no setor da limpeza, pretende continuar a investir no serviço de desinfeção e na sua digitalização, com a criação de software próprio e de um sistema de monitorização de espaços que permite que qualquer utilizador confirme quando foi efetuada a última desinfecção", explica Carlos Magalhães, CEO da Wegho, que acredita que o serviço que a empresa presta "tenderá a crescer, provavelmente em contraciclo económico".

 

A Wegho afiança que soma mais de cinco mil utilizadores registados e com mais de 20 mil agendamentos realizados. Presente no Grande Porto e na Grande Lisboa, diz que também efetua serviços de desinfeção e "facility services" em Braga, Cascais, Estoril e Sintra.

Ver comentários
Saber mais wegho limpeza doméstica facility services carlos magalhães
Outras Notícias