Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

SNPVAC desconvoca assembleia-geral de emergência marcada para hoje

O sindicato refere que a assembleia será reagendada para "nova data a confirmar".

A TAP entrou no ranking em 2017, reforçou a sua posição em 2018 e subiu para o segundo lugar em 2019. Este salto deve-se compra de aviões à francesa Airbus para a renovação de 30% da frota: entre janeiro e setembro de 2019, a empresa tinha gasto mil milhões de euros nessas compras. Além disso, empresa importa peças e motores para a manutenção de aviões de outras companhias, uma área de negócios que duplicou.
Lusa 12 de Março de 2020 às 11:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) desconvocou a assembleia-geral "de emergência" para avaliar o eventual recurso à greve face ao "desrespeito" pelos tripulantes de cabine da TAP.

"Face aos recentes desenvolvimentos e seguindo as recomendações da DGS - Direção Geral de Saúde, o SNPVAC - Sindicato Nacional do Pessoal de Voo de Aviação Civil decidiu no passado dia 10 de março [na terça-feira] desconvocar a assembleia geral de emergência com os associados da TAP Air Portugal, que estava agendada para o dia de hoje - 12 de março de 2020 - no Centro de Congressos de Lisboa", assinala o sindicato em comunicado.

O sindicato refere ainda que a assembleia será reagendada para "nova data a confirmar".

Num comunicado divulgado em 4 de março, o sindicato justificava a convocação da assembleia-geral "de emergência" com o "incumprimento do Acordo de Empresa", o qual já motivou um pedido de mediação de conflitos ao Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

Este pedido "verificou-se ineficaz" pois a transportadora aérea "recusou aceitar o estabelecido no acordo de empresa, apresentando uma proposta muito abaixo daquilo que está descrito no acordo de empresa'", frisa o SNPVAC.

O sindicato referia que a convocação da assembleia-geral "de emergência" pretendia analisar os "constantes atropelos ao Código do Trabalho", bem como o "incumprimento do Acordo de Empresa estabelecido e o desrespeito" pelos tripulantes de cabine da TAP Air Portugal".
Ver comentários
Outras Notícias