Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Sonae duplica lucros semestrais para 40 milhões de euros

Volume de negócios estagnou nos 2,5 mil milhões de euros, com o retalho alimentar a crescer 3% até Junho

21.º- Paulo Azevedo 
É uma das maiores subidas do ano, depois de estreitar relações com Isabel dos Santos.
Isabel Aveiro ia@negocios.pt 21 de Agosto de 2013 às 17:29
  • Partilhar artigo
  • 22
  • ...

A Sonae SGPS, que integra a área de distribuição alimentar e especializada, as telecomunicações e a gestão imobiliária do grupo fundado por Belmiro de Azevedo, registou um crescimento de 104% nos lucros no primeiro semestre do ano.

 

De acordo com o comunicado esta quarta-feira enviado ao mercado, o resultado líquido após interesses minoritários foi de 40 milhões de euros no final de Junho passado, contra 20 milhões de euros um ano antes.

 

Na nota, o grupo afirma que a evolução dos lucros é fruto de um aumento de 14 milhões de euros (ou 29%) no resultado directo, para 65 milhões de euros, "traduzindo a forte melhoria da eficiência e rentabilidade operacional" e da "contabilização das opções tendentes à compra da posição da France Telecom na Sonaecom".

 

O EBITDA (resultados antes de juros, impostos, amortização e depreciação) foi de 280 milhões de euros, mais 5% do que no primeiro semestre de 2012. A margem de EBITDA subiu meio ponto percentual, para 11%. 

 

Entre Janeiro e Junho de 2013, o maior grupo de distribuição alimentar a operar em Portugal resgistou um volume de negócios de 2,54 mil milhões de euros, praticamente inalterado face ao obtido um ano antes, de 2,53 milhões de euros. O grupo defende que num "cenário adverso", o volume de negócios "aumentou ligeiramente", suportado "principalmente por ganhos de quota de mercado no negócio alimentar e na Worten em Portugal".

 

Um total de 1,58 mil milhões de euros do consolidado pela SGPS durante o primeiro semestre do ano foi obtido pela área de distribuição alimentar, concentrada na Continente MC. Um valor 3% acima do realizado no primeiro semestre de 2012, reflectindo "uma evolução positiva das vendas num universo comparável de lojas [vulgo "like for like"], que aumentou 1,5%  no período em questão".

 

Na área de retalho especializado, como a Worten e a Sportzone, a Sonae SR registou 29% das suas vendas fora de Portugal – o que se traduziu em 148 milhões de euros do total de 518 milhões de euros.

 

Nas telecomunicações, foi divulgado a 24 de Julho que a Sonaecom registou lucros de 39,9 milhões de euros, uma progressão de 4,5% face ao período homólogo de 2012, com o EBITDA a aumentar 1,6%, para 126,6 milhões de euros. As receitas regrediram 1,8%, para 399,4 milhões de euros.

 

Na gestão e promoção imobiliária, a gestora de centros comerciais Sonae Sierra teve piores resultados, registando um prejuízo – foi anunciado ao mercado no início deste mês – de 4,6 milhões de euros, contra lucros de 2,8 milhões de euro um ano antes.

 

A nota desta quarta-feira confirma que o resultado directo dos centros comerciais regrediu 7%, para 29,5 milhões de euros. O EBITDA caiu 2%, para 56,4 milhões de euros.  

 

A dívida consolidada da Sonae SGPS foi encurtada em 166 milhões de euros no primeiro semestre do ano face a igual período do ano passado, para 2,04 milhões de euros.

 

O investimento foi de 114 milhões de euros entre Janeiro e Junho deste ano, melhorando em três milhões de euros o realizado um ano antes.

Ver comentários
Saber mais Sonae SGPS Continente Sonaecom Sonae Sierra
Outras Notícias