Empresas Trump ameaça retaliar tarifas de Bruxelas sobre Harley Davidson

Trump ameaça retaliar tarifas de Bruxelas sobre Harley Davidson

Os resultados da icónica fabricante de motociclos norte-americana ficaram abaixo daqueles obtidos no ano anterior, tendo sido penalizados pelas tarifas impostas pela União Europeia. Trump mostra-se insatisfeito e ameaçou um contra-ataque.
Trump ameaça retaliar tarifas de Bruxelas sobre Harley Davidson
Bloomberg
Ana Batalha Oliveira 23 de abril de 2019 às 15:46
O presidente norte-americano, Donald Trump, criticou as tarifas impostas por Bruxelas sobre a importação de produtos da marca Harley Davidson e ameaçou responder na mesma moeda. 

"A Harley Davidson tem-se debatido com tarifas da União Europeia, pagando atualmente 31%. Eles tiveram de mover a produção para tentar compensar algumas das tarifas que os afetam, as quais subirão para 66% em junho de 2021", queixou-se Trump, interpelando a jornalista Maria Bartiromo através do Twitter: "Tão injusto para os EUA. Nós iremos retaliar!".
No início deste ano, a Harley Davidson já havia admitido que as tarifas impostas pela União Europeia sobre a marca iriam custar entre 100 milhões a 120 milhões de dólares em 2019 a esta fabricante. A UE avançou com estas medidas em resposta a sanções da mesma índole da parte dos Estados Unidos, que taxaram as importações de aço e alumínio provenientes do bloco. 

Para além da Europa, também a China aumentou as tarifas sobre os bens da icónica marca americana de 30% para 55%, na sequência da guerra comercial com os Estados Unidos.

A Harley Davidson apresentou esta terça-feira um resultado líquido de 127,9 milhões de dólares, 26,8% abaixo dos 174,8 dólares alcançados no ano anterior. Apesar da quebra, a Harley conseguiu superar as estimativas dos analistas em mais de 30 cêntimos por ação, apresentando ganhos de 98 cêntimos de dólar por ação ao invés dos apenas 65 cêntimos apontados pelos analistas consultados pela Refinitiv.

As receitas com motociclos e produtos relacionados caíram 12,3% em comparação com o ano anterior, mantendo-se alinhadas com as estimativas de que ficariam pelos 1,19 mil milhões de dólares. 

A perspetiva da retirada de tarifas por parte da União Europeia fez as ações da Harley dispararem acima dos 3%, mas a tendência inverteu. A empresa norte-americana está a desvalorizar 1,56% para os 39,08 dólares em bolsa.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI