Energia EDP encaixa 800 milhões de euros com venda de parques eólicos

EDP encaixa 800 milhões de euros com venda de parques eólicos

A EDP Renováveis anunciou a venda de uma série posições acionistas em projetos de energia eólica, numa operação que vai resultar num encaixe superior a 800 milhões de euros.
EDP encaixa 800 milhões de euros com venda de parques eólicos
Lusa
Nuno Carregueiro 23 de abril de 2019 às 17:09

A EDP Renováveis (EDPR) anunciou a venda de uma série de posições acionistas em projetos de energia eólica, numa operação que vai resultar num encaixe de 800 milhões de euros e enquadra-se na estratégia de rotação de ativos da empresa, que visa angariar 4 mil milhões de euros até 2022 para investir noutros projetos.

O negócio foi fechado com um conjunto de investidores institucionais não identificados que foram aconselhados pelo JPMorgan.

 

Em comunicado à CMVM, a empresa de energias renováveis do grupo EDP diz que o negócio passa pela venda da totalidade das posições acionistas e empréstimos acionistas que a cotada detém num "portefólio de tecnologia eólica onshore com 997 MW de capacidade instalada por cerca de 800 milhões de euros", sendo que o valor do negócio está sujeito a "ajustes aquando da conclusão".

 

Entre os projetos alienados, a maior parte está localizada em França (388 MW) e Espanha (348 MW), mas também em Portugal (91MW) e na Bélgica (71 MW).  

 

Os ativos vendidos iniciaram operações em média há sete anos e no passado (em 2013, 2014 e 2016) a EDPR já tinha alienado posições acionistas.

 

"A alienação anunciada hoje faz parte do programa de rotação de ativos para o período de 2019-22, tal como mencionado no strategic update anunciado a 12 de março de 2019", refere o comunicado da EDP. Na atualização do seu plano estratégico, a empresa liderada por António Mexia tinha revelado a meta de encaixar 4 mil milhões de euros com estas operações de rotação de ativos de energia renovável até 2022, pelo que cumpre já uma parte considerável deste total. Além disso, está previsto o encaixe de 2 mil milhões de euros com a venda de outros ativos, como barragens e centrais térmicas.  

 

No mesmo comunicado, a elétrica assinala que a "alienação de participações maioritárias em projetos em operação  ou em desenvolvimento, continuando a prestar serviços de operação e de manutenção, permite à EDPR acelerar a criação de valor e antecipar ganhos, enquanto recicla capital para reinvestir em crescimento adicional".

 

O plano estratégico da EDP contempla um investimento de 12 mil milhões de euros até 2022, com grande parte a ser aplicado em energias renováveis, que será o motor de crescimento da EDP nos próximos anos.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI