Energia EDP España e Endesa contestam em tribunal decisão do Governo espanhol

EDP España e Endesa contestam em tribunal decisão do Governo espanhol

O Executivo espanhol decidiu congelar, pelo quinto ano consecutivo, uma tarifa no setor, o que levou a que a EDP España e a Endesa tivessem avançado para o Supremo Tribunal.
EDP España e Endesa contestam em tribunal decisão do Governo espanhol
Negócios 18 de fevereiro de 2019 às 17:24

Endesa e EDP España avançaram para o Supremo Tribunal contra uma decisão do Governo espanhol, que voltou a congelar o valor e uma tarifa que, segundo as empresas, faz com que estas não recebam valores que deviam receber pelos investimentos realizados desde 2015.

 

O Executivo espanhol decidiu, em dezembro, congelar uma tarifa da eletricidade. Em causa, explica o Expansión, está a parte regulada da tarifa de eletricidade que corresponde a cerca de 40% do total da fatura. Esta componente inclui os custos de distribuição e do transporte do sistema elétrico, as subvenções das energias renováveis e a amortização do défice tarifário.

 

Esta medida fez com que as duas empresas de energia avançassem para o Supremo Tribunal, com o objetivo de inverter esta decisão.

 

A associação das elétricas em Espanha, a Aelec, que reúne os cinco maiores agentes a atuar no país (Endesa, Iberdrola, Naturgy, EDP España e Viesgo) já tinha criticado a medida, considerando que o congelamento desta componente está a provocar um desajuste do sistema elétrico.  




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI