Energia Fundo europeu financia duas centrais de biomassa em 105 milhões de euros

Fundo europeu financia duas centrais de biomassa em 105 milhões de euros

As duas centrais de energia a biomassa, em Viseu e no Fundão, deverão estar totalmente operacionais na primeira metade de 2019.
Fundo europeu financia duas centrais de biomassa em 105 milhões de euros
Negócios com Bloomberg 19 de junho de 2017 às 16:07

Duas centrais de energia a biomassa que estão a ser construídas em Portugal vão ser financiadas em 105 milhões de euros pelo Marguerite Fund, um fundo de investimento pan-europeu que actua como catalisador para investimentos em energias renováveis e transportes.

 

A informação foi avançada esta segunda-feira, 19 de Junho, pela Bloomberg, e confirmada pelo Negócios junto do Marguerite Fund. 

 

O financiamento para os dois projectos, em Viseu e no Fundão, fechou a 6 de Junho e foi 90% garantido pelo Marguerite Fund, que conta com investidores como o Banco Europeu de Investimento, Caisse des Dépôts et Consignations, Cassa Depositi e Prestiti, Instituto de Crédito Oficial, Kreditanstalt für Wiederaufbau e PKO Bank Polski. O projecto será financiado com 75% de dívida e 25% de capital, sendo que a dívida tem um prazo de 17 anos, segundo uma porta-voz do fundo. 

 

As centrais, que terão uma potência instalada de 15 megawatts, cada uma, "vão ajudar a reduzir o risco de incêndios florestais, um problema recorrente em Portugal", segundo o comunicado citado pela agência noticiosa, que dá conta que os projectos deverão estar totalmente operacionais no primeiro semestre de 2019.

 

A notícia é avançada numa altura em que o país enfrenta um dos mais trágicos incêndios de que há memória, que já resultou na morte de, pelo menos, 63 pessoas.

 

O licenciamento das centrais, que derivam de concursos públicos lançados em 2006, foi aprovado pelo Governo em Julho do ano passado. 

(Notícia actualizada às 17:18)




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI