Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Galp vai investir 450 milhões de euros em produção solar em Espanha

A petrolífera reforçou a aposta na produção solar em Espanha através de um acordo com o Grupo ACS para a aquisição 2,9 GW por 450 milhões de euros. Mas o investimento pode ascender aos 2,2 mil milhões de euros até 2023.

A carregar o vídeo ...
Sara Ribeiro sararibeiro@negocios.pt 22 de Janeiro de 2020 às 18:13
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Galp Energia anunciou que chegou a acordo com o grupo ACS para a aquisição de projetos de produção de energia fotovoltaica em Espanha no valor de 450 milhões de euros. Mas o investimento da petrolífera portuguesa pode chegar aos 2,2 mil milhões de euros até 2023.

Os ativos desta unidade da empresa espanhola incluem "parques fotovoltaicos já em operação com uma capacidade instalada de 900 MW e projetos em desenvolvimento ou em licenciamento que permitirão atingir até 2023 uma capacidade de geração instalada de 2,9 GW, o equivalente ao consumo médio de 1,8 milhões de habitações, contribuindo para a redução de 87 milhões de toneladas de CO2", segundo o comunicado emitido pela petrolífera.

Com esta compra, a Galp sustenta que passa a ser "o principal produtor de energia solar da Península Ibérica".

O acordo com a empresa espanhola inclui a aquisição, desenvolvimento e construção de projetos até um valor total estimado de 2,2 mil milhões até 2023.  Além disso, a Galp revela que "tem como objetivo obter project finance para os restantes desenvolvimentos no período 2020-23 e desenvolver parcerias na área de renováveis".


A conclusão do negócio deverá ocorrer no segundo trimestre de 2020, estando ainda sujeito a certas condições habituais, "prevendo-se na altura o pagamento de 450 milhões e a assunção de um passivo de 430 milhões decorrente do project finance dos parques em operação".

"Damos desta forma um passo significativo na concretização do compromisso para uma transição rumo a uma economia de baixo carbono. Este acordo reforça a posição da Galp enquanto empresa integrada de energia, materializando os seus guidelines estratégicos para o reforço de um portefólio competitivo de renováveis e novos negócios", sublinhou Carlos Gomes da Silva, presidente executivo da Galp, no mesmo comunicado.

Nos últimos meses a Galp tem reforçado o seu portefólio comercial de energia renovável, nomeadamente através do investimento em produção solar no país vizinho. No ano passado assinou dois contratos de aquisição de energia de longo prazo (PPA na sigam em inglês) com a Genergy Renovables e a X-Elio, respetivamente.

Estas recentes operações seguem em linha com o objetivo estratégico assumido pela Galp de alocar cerca de 40% do seu investimento a oportunidades relacionadas com a transição energética, recorda a empresa.
 

"Esta aquisição permitirá integrar e desenvolver, em parceria com uma empresa que é líder mundial na implementação de projetos, um portefólio solar de última geração que vai acelerar o crescimento na área das renováveis e novos modelos de negócio", destacou Susana Quintana-Plaza, administradora da Galp com o pelouro das renováveis.


(notícia atualizada às 18h34)
Ver comentários
Saber mais Galp energia solar
Mais lidas
Outras Notícias