Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Galp deve voltar aos lucros no terceiro trimestre, mas ainda longe de valores homólogos

A Bloomberg antecipa um lucro de 22,7 milhões de euros para a Galp Energia no terceiro trimestre deste ano, de acordo com um consenso de analistas. Assim, a empresa liderada por Carlos Gomes da Silva regressa aos resultados líquidos positivos.

A Galp, liderada por Carlos Gomes da Silva,   é a empresa com maior ponderação no PSI-20, com um peso superior a 12%.
Miguel Baltazar
Gonçalo Almeida goncaloalmeida@negocios.pt 23 de Outubro de 2020 às 14:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
A Galp Energia deverá regressar aos lucros no terceiro trimestre deste ano, com um consenso da Blomberg a apontar para um resultado líquido de 22,7 milhões de euros, contrariando o prejuízo de 52 milhões de euros registados no trimestre anterior. 

Entre julho e setembro, o EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da empresa deverá situar-se nos 421,3 milhões de euros, segundo a análise da equipa de energia da Bloomberg liderada por Salih Yilmaz.

"A rentabilidade da Galp deverá enfrentar um período difícil no resto deste ano, uma vez que a pandemia pesa sobre a procura de combustível", pode ler-se no relatório de hoje.

Acrescenta que "isto reflete-se na margem de refinação negativa, que pode ofuscar uma ligeira recuperação no volume processado da refinaria de Sines".

Este mês, a empresa liderada por Carlos Gomes da Silva suspendeu a atividade de produção de combustíveis na refinaria de Matosinhos, em resposta ao impacto da crise da covid-19 e, consecutivamente, na atividade económica e na procura de combustíveis.

A confirmarem-se estas previsões, o lucro fica ainda muito aquém dos cerca de 101 milhões registados no terceiro trimestre do ano passado, o que representa uma queda homóloga de 77,5%%. A queda do EBITDA é menor (-31,3%) face aos 619 milhões de euros reportados no mesmo período do ano anterior.

Já este mês, a petrolífera anunciou o "trading update" relativo ao trimestre, anunciando indicadores que mostram ainda o impacto da pandemia em algumas áreas de negócio, embora menos acentuadas.

Na produção de petróleo a Galp atingiu 132 mil barris por dia em termos líquidos, o que corresponde a um aumento de 6% face ao terceiro trimestre do ano passado e 1% contra o segundo trimestre deste ano. No Brasil a produção "net entitlement" aumentou 8% em termos homólogos e em Angola recuou 8%.


Atualmente existem 16 notas de analistas a recomendar comprar títulos da empresa portuguesa, contra oito notas a aconselhar manter e uma a dizer que o melhor é vender.

No final do terceiro trimestre, a Galp era a oitava pior petrolífera na Europa este ano, em termos de desempenho bolsista. No dia 30 de setembro chegou mesmo a tocar em mínimos desde 2009.

A Galp apresenta resultados no próximo dia 26 de outubro, antes do início da sessão.
Ver comentários
Saber mais Bllomberg Galp Energia EBITDA economia negócios e finanças energia petróleo e gás (distribuição) petróleo e gás (distribuição) Informação sobre empresas
Outras Notícias