Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Guerra na Ucrânia traz 200 mil milhões de lucros a petrolíferas dos EUA

Os números indicam os melhores seis meses de sempre para o setor e podem abrir a porte a que a "windfall tax" seja aplicada também nos Estados Unidos, numa altura em que os preços dos combustíveis continuam altos.

Marta Velho martavelho@negocios.pt 06 de Novembro de 2022 às 17:46
  • Partilhar artigo
  • 6
  • ...
As empresas do ramo do petróleo e gás dos Estados Unidos (EUA) arrecadaram mais de 200 mil milhões de lucros no segundo e terceiro trimestres de 2022, à boleia da crise energética e do disparo dos preços no seguimento da invasão militar da Ucrânia, em fevereiro.

As contas foram feitas pela S&P Global Commodity Insights para o Financial Times e mostram que estes foram os melhores seis meses de sempre para o setor, com 2022 a caminhar a passos largos para ser um ano de resultados históricos.

Os números abrem a porta a que Washington siga a tendência de Bruxelas e queira criar um imposto aos lucros extarordinários das empresas.

O presidente norte-americano Joe Biden já mostrou vontade de avançar com essa intenção, a menos que as empresas se disponibilizem a aumentar a produção de crude e, dessa forma, fazer descer os preços dos combustíveis, que continuam altos nos EUA.

Ainda assim, seria pouco provável que uma proposta neste sentido tivesse aprovação do Congresso norte-americano, indica o Financial Times.

Face à perspectiva de criação de uma "windfall tax" , Darren Woods, da ExxonMobil (que teve seu trimestre mais lucrativo de todos os tempos), indicou que a política de dividendos generosos da empresa é já uma forma de "devolver parte dos lucros diretamente ao povo americano".

Por cá, no final de outubro, o primeiro-ministro, António Costa, anunciou que iria apresentar uma proposta de lei na Assembleia da República para tributar os lucros extraordinários que as empresas estão a ter com a atual crise energética, seguindo a tendência que se vive entre os Estados-membros da União Europeia.

Contudo, a medida, para além das empresas de energia, deverá abranger também o setor da distribuição, onde se incluem supermercados.

Na semana passada, à margem da Web Summit, o CEO da Galp, Andy Brown, afirmava aos jornalistas que a conjuntura até terá feito a empresa perder milhões de euros, no setor do gás. Ainda assim, nos primeiros nove meses de 2022, os lucros da petrolífera nacional bateram os 608 milhões, uma subida de 86% face a igual período do ano passado.
Ver comentários
Saber mais Ucrânia Estados Unidos economia negócios e finanças Informação sobre empresas energia
Outras Notícias