Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Países Baixos levantam restrições à produção elétrica a carvão

A decisão dos Países Baixos surge no dia seguinte à da Alemanha de usar mais carvão para compensar o declínio nas entregas de gás da Rússia.

Eloy Alonso/Reuters
Lusa 20 de Junho de 2022 às 23:53
  • Partilhar artigo
  • 4
  • ...
Os Países Baixos anunciaram esta segunda-feira o levantamento das restrições de produção elétrica a carvão para compensar uma queda no fornecimento de gás russo, um dia depois de a vizinha Alemanha ter tomado uma medida semelhante.

"O gabinete decidiu suspender imediatamente as restrições de produção para centrais a carvão de 2022 a 2024", disse o ministro do Clima e da Energia neerlandês, Rob Jetten, em conferência de imprensa.

"Isso significa que as centrais a carvão podem funcionar em plena capacidade novamente, em vez do máximo de 35%", acrescentou.

A decisão dos Países Baixos surge no dia seguinte à da Alemanha de usar mais carvão para compensar o declínio nas entregas de gás da Rússia.

A empresa russa Gazprom anunciou em maio a suspensão das entregas ao fornecedor neerlandês GasTerra, de propriedade parcial do Estado dos Países Baixos, depois de a empresa ter recusado pagar em rublos.

"Gostaria de enfatizar que não há escassez aguda de gás no momento", nos Países Baixos, insistiu o governante.

"No entanto, mais países estão agora sob pressão [da Rússia]. Isso preocupa-nos. Por causa dessas preocupações, estão a anunciar hoje uma Crise de Gás Nível Um: Alerta Antecipado", indicou Rob Jetten.

O ministro disse que o país "preparou a decisão com [os seus] colegas europeus nos últimos dias".

As centrais a carvão neerlandesas não puderam operar com mais de 35% da sua capacidade máxima desde janeiro para reduzir as suas emissões de dióxido de carbono (CO2).
Ver comentários
Saber mais Países Baixos Rob Jetten Alemanha Rússia energia carvão gás produção elétrica
Outras Notícias