Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Troca de eletricidade entre consumidores pode resultar em menor fatura da luz

A EDP apresentou os resultados do projeto piloto dos mercados locais de energia. E a conclusão é de que pode haver poupança na fatura da luz.

A segunda ronda dos leilões solares         em Portugal decorreu este ano.
iStock
Alexandra Machado amachado@negocios.pt 27 de Julho de 2021 às 11:03
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

Num projeto piloto, designado Dominoes, em que famílias e empresas trocam eletricidade consoante as necessidades específicas integrando a EDP, foi possível concluir que esta compra e venda local de energia permitiu poupanças para os seus consumidores.

Em comunicado a EDP realça ter "estudado com sucesso as vantagens da criação de mercados locais de energia e flexibilidade, num projeto piloto, em que famílias e empresas trocam eletricidade consoante as suas necessidades em períodos específicos do dia".

No projeto realizado em Évora os consumidores "conseguiram poupanças que podem chegar a quase 7% da respetiva fatura média de energia, o equivalente a cerca de cinco euros por mês". Além disso, quem vende através de painéis solares PV, "os ganhos mensais com a comercialização da energia em excesso podem chegar a 2,5 euros por mês". 

O projeto piloto decorreu nos últimos quatro anos, tendo sido iniciado em finais de 2017, com financiamento europeu de 4 milhões de euros ao abrigo do Horizonte 2020. Segundo a EDP, o modelo foi testado em dois países em três ambientes de demonstração. Dois deles decorreram em Portugal: um real, na zona de Valverde, Município de Évora, no Alentejo, e outro em ambiente virtual que agregou vários pontos de consumo distribuídos pelo país. O terceiro teste decorreu na Finlândia.

Segundo o comunicado, "o
 projeto contribuiu ainda para o desenvolvimento de uma possível plataforma para a gestão destes mercados locais e de uma aplicação web para interface entre vendedores e consumidores".

O consórcio do projeto Dominoes envolve oito entidades de quatro países: Enerim, o coordenador do projeto, a universidade finlandesa LUT (Lappeenranta-Lahti University of Technology), a Universidade de Leicester, do Reino Unido, e a Universidade de Sevilha, de Espanha. As entidades portuguesas envolvidas são a EDP NEW, a E-REDES e a Virtual Power Solution, tendo o ISEP - Escola Superior de Engenharia do Politécnico do Porto sido o parceiro académico português.

 


Ver comentários
Saber mais EDP Évora energia
Outras Notícias