Imobiliário Alemã Unicorn entra no mercado de “coworking” no centro de Lisboa

Alemã Unicorn entra no mercado de “coworking” no centro de Lisboa

A alemã Unicorn Workspaces anunciou esta terça-feira a entrada no mercado português com a abertura de dois espaços no centro de Lisboa. Portugal foi o país escolhido para iniciar a expansão internacional.
Alemã Unicorn entra no mercado de “coworking” no centro de Lisboa
Pedro Curvelo 09 de julho de 2019 às 10:00

A alemã Unicorn Workspaces anunciou esta terça-feira a entrada no mercado português com a abertura de dois espaços de escritórios partilhados no centro de Lisboa: na Avenida da Liberdade e perto do Marquês de Pombal.

A empresa indica que, no conjunto, os dois espaços têm uma área total de 1.600 metros quadrados (m2) e capacidade para 240 pessoas. Entre as opções disponíveis estão escritórios para equipas, "open spaces", salas de reunião e de "coworking".

De acordo com a Unicorn, que cita dados da consultora Cushman & Wakefield, Lisboa é uma das capitais europeias com menor número de espaços de "coworking". Este tipo de espaços representam 2% do total nas maiores cidades da Europa, mas em Lisboa esse valor é inferior a 1%.

A Unicorn Portugal inicia atividade com o Unicorn Liberdade, situado no edifício do cinema Condes (onde está há vários anos o Hard Rock Café), na Avenida da Liberdade, que tem capacidade para 100 pessoas em 500 m2; e o Unicorn Marquês, situado na Rua Filipe Folque, que tem 1.100 m2 em dois andares, tendo capacidade para "140 mesas de trabalho, oito gabinetes, salas de reuniões e open-spaces".

De acordo com as informações no site da empresa, os preços para "workstations" individuais começam nos 200 euros, a que acresce o IVA, por mês. Para escritórios para equipas, os preços mais baixos são de 180 euros, mais IVA, por mês e por pessoa.

"Estamos muito contentes com o lançamento da Unicorn em Lisboa, em resposta ao rápido aumento da procura local de escritórios partilhados. Oferecemos algo que atualmente nenhum outro espaço em Lisboa oferece: um espaço de trabalho partilhado de alta qualidade de fácil acesso e serviço premium", refere Masoud Kamali, fundador da Unicorn, citado no comunicado.

"Portugal tem incentivos e regras muito semelhantes aos alemães no que toca a startups e o ecossistema de startups em Lisboa é geralmente muito acessível para empresas estrangeiras. Além disso, o país tornou-se num verdadeiro íman, atraindo jovens talentos e nómadas digitais altamente qualificados com novos hábitos de trabalho aos quais a Unicorn vem dar resposta", considera Justina Kilinski, "country manager" para Portugal.

A Unicorn Workspaces foi criada em 2015 e atualmente opera 17 espaços de escritórios partilhados nas cidades alemãs de Berlim, Munique, Colónia e Potsdam.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI