Imobiliário "Alfacinha" Casafari vai contratar mais 30 pessoas para sustentar expansão

"Alfacinha" Casafari vai contratar mais 30 pessoas para sustentar expansão

A Casafari contou com investidores portugueses na ronda de financiamento inicial (“seed”) no valor de cinco milhões de euros realizada esta semana. O montante angariado destina-se à expansão internacional e a startup sediada em Lisboa pretende contratar mais três dezenas de pessoas.
"Alfacinha" Casafari vai contratar mais 30 pessoas para sustentar expansão
Pedro Curvelo 12 de setembro de 2019 às 09:00

A Casafari, uma proptech (property/real estate technology, uma união entre o setor imobiliário e a tecnologia) sediada em Lisboa, angariou cinco milhões de euros numa ronda de financiamento inicial ("seed") fechada a 10 de setembro. Estes fundos servirão para "reforçar pessoal, desenvolver novos produtos e expandir internacionalmente".

"Com o reforço da expansão internacional vamos precisar de aumentar o número de pessoas aqui em Portugal, onde as
operações estão centradas", disse ao Negócios Nils Henning, co-fundador da Casafari.

"Prevemos atingir as 100 pessoas nos próximos cinco a seis meses", precisou, sendo que atualmente o motor de busca para o setor imobiliário emprega aproximadamente 70 colaboradores.

Nils Henning referiu também que esta ronda de financiamento, liderada pelos fundos Lakestar e Round Hill Capital, contou com a participação de investidores portugueses.

A empresa planeia entrar no mercado italiano ainda este ano e avançar para França na primeira metade de 2020. Estes novos mercados continuarão a ter as operações baseadas em Lisboa, o que justifica o reforço do pessoal nos escritórios em Portugal.

O empreendedor alemão revelou ainda que a empresa deverá realizar uma nova ronda de financiamento "na primavera ou verão do próximo ano". "Vai depender do nosso ritmo de crescimento", acrescentou.

Nils Henning adiantou também que, para além da atual aplicação (app) da Casafari destinada aos agentes imobiliários, será lançada em outubro uma nova app destinada a investidores imobiliários, promotores, bancos e seguradoras.

A Casafari foi fundada em Maiorca em 2016 por Mila Suhareva, Nils Henning e Mitya Moskalchuk. No início de 2018, contudo, a empresa mudou-se "de armas e bagagens" para Lisboa, inicialmente para a LX Factory. No final do ano passado a Casafari transferiu-se para um espaço próprio, situado no Bairro Alto.

A empresa terminou o primeiro ano de atividade em Portugal com 2.500 clientes, principalmente profissionais do setor imobiliário, mas também fundos de investimento. Em meados deste ano, Nils Henning indicou ao Negócios que o investimento em Portugal totalizava "entre 600 e 800 mil euros".




pub

Marketing Automation certified by E-GOI