Ricciardi lembra Queiroz Pereira como "homem criador de riqueza e emprego"

Um "adepto do 'fair-play'", realçou ainda o ex-banqueiro, candidato ao Sporting.
Jornal de Negócios
pub
Lusa 19 de agosto de 2018 às 15:23

O antigo banqueiro José Maria Ricciardi lembrou Pedro Queiroz Pereira, que morreu aos 69 anos, como um "homem criador de riqueza e de emprego", bem como um "adepto do 'fair-play'".
"Queremos hoje saudar um homem criador de riqueza e de emprego, um amante do desporto, um homem atento à nossa comunidade", disse José Maria Ricciardi, que foi presidente do Haitong Bank (ex-BES Investimento), numa mensagem escrita enviada à Lusa.
Segundo Ricciardi, Pedro Queiroz Pereira foi "um grande adepto do 'fair-play' em todas as circunstâncias", bem como "um homem sério, um grande empresário português [e] um grande amigo".
O empresário Pedro Queiroz Pereira, um dos mais importantes de Portugal, dono da Navigator (antiga Portucel) e da cimenteira Secil morreu este sábado, aos 69 anos.
Segundo a revista Exame, era detentor de uma fortuna avaliada em 779 milhões de euros (em conjunto com a mãe), o que fazia dele o sétimo mais rico do país.
Pedro Queiroz Pereira era accionista maioritário do grupo Semapa, proprietário da Navigator, mas também da cimenteira Secil e de negócios na área do ambiente e da energia.

pub