Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Semapa com lucro de 106,6 milhões em 2020

Os resultados líquidos da Semapa diminuíram 14% no ano passado, mas quer a cimenteira Secil quer a ETSA, da área do ambiente, registaram aumentos dos lucros. A holding reduziu ainda a dívida líquida em 255 milhões face ao final de 2019.

#28 - João Castello Branco
Maria João Babo mbabo@negocios.pt 01 de Fevereiro de 2021 às 19:12
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...

A Semapa registou em 2020 um resultado líquido atribuível a acionistas de 106,6 milhões de euros, o que significa um recuo de 14,1% face aos lucros de 124,1 milhões que obteve um ano antes. Só no quarto trimestre, o resultado líquido atingiu 33,8 milhões de euro, mais 182,3% do que no mesmo período de 2019.


Na apresentação das contas anuais divulgada em comunicado à CMVM, o grupo justifica que o resultado de 2020 foi impactado não só pela redução do EBITDA, mas também por efeitos cambiais negativos na Secil (real brasileiro), refletidos nos resultados financeiros, e positivamente influenciado pela função fiscal.

A holding adianta que o volume de negócios consolidado foi, em 2020, de 1.867 milhões de euros, menos 16,2%, face ao período homólogo, dos quais 1.385 milhões foram gerados na pasta e papel (Navigator), 451 milhões no cimento (Secil), e 31 milhões de euros no ambiente (ETSA).

As exportações e vendas no exterior ascenderam a 1.335,4 milhões de euros, o que representa 71,5% do volume de negócios.

O EBITDA totalizou 419,3 milhões de euros, menos 13,9% do que os 486,8 milhões registados em 2019, salientando o grupo a evolução positiva no cimento, que cresceu 15,3%, em especial em Portugal, e no ambiente, onde o acréscimo foi de 30,3%.

"Desde o início da pandemia todos os segmentos de negócio fizeram um esforço acrescido de otimização de custos com resultados muito relevantes, em particular no segmento de pasta e papel (redução de cerca de 47 milhões de euros nos custos fixos), traduzindo-se numa margem EBITDA consolidada de 22,5%, 0,6 pontos percentuais acima da registada em 2019", salienta a Semapa.

O valor bruto dos investimentos realizado em 2020 situou-se em cerca de 110,4 milhões de euros.


O grupo afirma ainda que no contexto da crise da covid-19, "continuou a trabalhar ativamente na otimização da geração de caixa", com ênfase na "redução de custos, mas também na otimização do fundo de maneio e do capex", o que resultou num aumento da geração de cash flow livre para 345,4 milhões de euros.

A dívida líquida reduziu-se em todos os segmentos de negócio, tendo a dívida líquida remunerada consolidada atingido 1.215,5 milhões de euros, inferior em 255,1 milhões de euros ao registado no final de 2019, mas também 23,6 milhões abaixo do final do terceiro trimestre de 2020.


A 31 de dezembro, refere ainda, o total de disponibilidades consolidadas ascendia a 444,8 milhões de euros, tendo adicionalmente o grupo um conjunto de linhas contratadas e não utilizadas no total de 777 milhões de euros.

Depois de na semana passada a The Navigator Company ter anunciado um recuo de 35% nos lucros para 109 milhões de euros, a Semapa adianta agora que os resultados líquidos atribuíveis aos acionistas da Secil atingiram no ano passado os 46,5 milhões de euros, 163,3% acima dos 17,7 milhões de euros registados em 2019. Também a ETSA registou um resultado líquido atribuível a acionistas de cerca de 5,4 milhões de euros, o que representa um aumento de cerca de 42,5% face ao ano anterior.

Ver comentários
Saber mais Semapa Navigator Secil ETSA
Outras Notícias