Media Gulbenkian lança bolsas de investigação jornalística

Gulbenkian lança bolsas de investigação jornalística

A Fundação Gulbenkian vai atribuir 150 mil euros em bolsas para investigação jornalística. O objectivo é “contribuir para uma sociedade mais informada e, por isso, mais democrática”.
Gulbenkian lança bolsas de investigação jornalística
Negócios 14 de maio de 2018 às 15:32

Seguindo uma prática já adoptada por outras grandes fundações internacionais, a fundação liderada por Isabel Mota (na foto) decidiu apoiar o jornalismo e em particular o jornalismo de investigação. A Gulbenkian vai atribuir bolsas a um máximo de 10 jornalistas num total de 150 mil euros.

"A Gulbenkian tem vários compromissos com a sociedade, sendo um deles contribuir para o debate sobre temas actuais, que assumem uma importância crescente. Um desses temas é o jornalismo e o seu futuro", afirma a presidente da fundação em comunicado.


As bolsas de investigação jornalística destinam-se a jornalistas com carteira profissional válida, de órgãos de comunicação social nacionais e regionais que apresentem trabalhos, em várias áreas, relacionados com Portugal e os portugueses.


A selecção dos bolseiros será feita por um júri composto pelos jornalistas António Granado, Cândida Pinto, João Garcia, José Pedro Castanheira e Maria Flor Pedroso. O prémio foi apresentado esta segunda-feira aos directores de vários órgãos de informação por Isabel Mota e pelo administrador Pedro Norton.


A cerimónia de apresentação terá lugar às 16 horas de quinta-feira, dia 17, na Fundação Gulbenkian, com um debate sobre Democracia e Jornalismo que contará com a participação de Francisco Pinto Balsemão e Paulo Portas.




pub