Media Pedro Norton sai da Impresa e é substituído por filho de Balsemão

Pedro Norton sai da Impresa e é substituído por filho de Balsemão

Francisco Pedro Pinto Balsemão: É este o nome do novo presidente executivo da Impresa, após a renúncia de Pedro Norton. A alteração na liderança da dona da SIC acontece a 6 de Março.
Pedro Norton sai da Impresa e é substituído por filho de Balsemão
Bruno Simão/Negócios
Diogo Cavaleiro 11 de janeiro de 2016 às 18:15

A liderança da Impresa vai mudar de mãos e voltar para a família Balsemão. Pedro Norton renunciou ao cargo e é Francisco Pedro Pinto Balsemão que o substitui, segundo uma informação à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). Norton tinha entrado em 2012 para substituir Francisco Pinto Balsemão, pai do agora anunciado futuro-CEO.

 

"A Impresa SGPS, S.A. informa que o Dr. Pedro Lopo de Carvalho Norton de Matos apresentou a renúncia ao cargo de administrador, com efeitos a partir do dia 6 de Março de 2016, tendo o conselho de administração desta sociedade designado por cooptação o Dr. Francisco Pedro Presas Pinto de Balsemão para a sua substituição, com efeitos também a partir da referida data", indica o comunicado publicado esta segunda-feira.

 

Saindo de administrador, Pedro Norton deixa também de ser o CEO, administrador com poderes executivos, da empresa que controla a SIC, o Expresso e a Visão. "O conselho de administração deliberou ainda nomear o Dr. Francisco Pedro Presas Pinto de Balsemão administrador-delegado (CEO) da Imprensa SPGS, S.A., a partir de 6 de Março de 2016".

 

Trocas de elogios entre Balsemão e Norton

 

No comunicado à CMVM não são avançados motivos para a saída. Contudo, numa carta assinada pelo presidente da administração da Impresa, Francisco Pinto Balsemão (o histórico fundador do PSD), são indicadas as razões: "Pedro Norton manifestou-me, há largos meses, a sua vontade de, sem pressas nem precipitações, dedicar a sua vida profissional a outras áreas de actividade e, por conseguinte, a outras entidades empresariais". Balsemão (pai) diz que tentou "demovê-lo", sem sucesso. Que áreas são essas não se sabe. Nem por Balsemão nem por Norton.

Pedro Norton manifestou-me, há largos meses, a sua vontade de, sem pressas nem precipitações, dedicar a sua vida profissional a outras áreas de actividade e, por conseguinte, a outras entidades empresariais. 
Francisco Pinto Balsemão, comunicado às redacções


Num outro comunicado, Pedro Norton comenta que esta foi a "decisão mais difícil" da sua vida profissional, já que significa sair do leme do "mais sério grupo de media em Portugal". Mas há uma mudança de ciclo que diz que tem de ser feito, por si. Na missiva, deixa agradecimentos a Balsemão, a quem deve "muito" de quem é enquanto "profissional" e enquanto "homem".

 

Norton, o dever cumprido, os despedimentos e a farpa à Ongoing 

Saída e entrada a 6 de Março

Norton sai a 6 de Março do cargo, sendo substituído por Francisco Pedro Pinto Balsemão. A mudança é pacífica, asseguram os responsáveis. "Por sugestão de Pedro Norton, combinámos que só ultimaríamos a decisão de substituição do CEO depois de fechado o Orçamento para 2016, incluindo a reestruturação que tivemos de fazer em Novembro [que passou por rescisões com pessoal], e de assinados alguns contratos importantes cuja negociação estava em curso, nomeadamente com a Vodafone e a Meo, o que aconteceu em Dezembro", diz Pinto Balsemão em comunicado.

 

"Sinto cabalmente cumprido o meu dever que é o de vos deixar uma Impresa que, com o esforço e sacrifício de todos vós, venceu uma crise sem precedentes no panorama mediático português, uma Impresa que derrotou accionistas hostis que a teriam desvirtuado", escreve o gestor de saída da empresa que lidera desde Julho de 2012, mandando uma farpa à Ongoing, de Nuno Vasconcellos, que foi accionista da Impresa mas que entrou em litígio com Balsemão.

 

Em 2012, Pedro Norton entrou na liderança da Imprensa e foram encerradas cinco revistas, rescindindo com 50 trabalhadores. Durante o período de liderança, voltou a fazer reestruturações do género, tal como no final de 2015, em que a SIC, por exemplo, chegou a rescisões amigáveis com vários trabalhadores. No comunicado, o gestor comenta que a Impresa tem, depois do período que viveu, "encerrados os dossiês mais importantes". "Uma Impresa reestruturada – com dor, estou disso bem consciente – e pronta a enfrentar, com estabilidade e a confiança que todos merecem, no futuro", continua. Norton agradece aos funcionários que foram saindo, por sua "responsabilidade última".

 

O elogio de Norton e Balsemão a Francisco Pedro Pinto Balsemão

 

No comunicado, além dos elogios ao ex-patrão, Pedro Norton também elogia o seu sucessor, que já era colega na comissão executiva da Impresa. "Ao longo dos últimos anos, vi-o crescer como profissional dedicado, trabalhador, lutador e brioso. Vi-o executar com sucesso e sentido estratégico as missões que liderou de forma mais directa, quer na área de recursos humanos, quer na área jurídica, quer na área político-regulatória. Mas aprendi, sobretudo, a respeitá-lo enquanto homem leal e íntegro. São esses os valores que, estou disso seguro, colocará sem reservas ao serviço da Impresa e de todos vós", caracteriza o gestor. Francisco Pedro Balsemão estava à frente dos pelouros de recursos humanos e assuntos jurídicos desde Outubro de 2012 (altura em que Norton assumiu o leme da empresa) – área de que já era director três anos antes.

 

Nomeado por unanimidade pela administração, Francisco Pedro Balsemão também é elogiado na carta de seu pai, Francisco Pinto Balsemão. E não apenas por seu filho, esclarece o pai. "O sucessor de Pedro Norton, Francisco Pedro Pinto Balsemão, é alguém em quem eu acredito, e não acredito nele apenas por ser meu filho e por, como eu, apostar na validade e importância das empresas familiares na economia portuguesa", escreve o fundador do PSD.

 

Nascido em 1980, com 35 anos, Francisco Pedro é visto pelo histórico empresário como alguém que sabe responder "perante os desafios da era digital". E, por isso, vai liderar uma empresa de media mais velha do que o próprio: a Impresa conta com 43 anos.

 

Além disso, descreve Pinto Balsemão, Pinto Balsemão filho conhece a Impresa: "Conhece-a melhor do que quase ninguém". "Dá importância às pessoas, gosta das pessoas, sabe ouvi-las, aconselhá-las, e, quando necessário, repreendê-las não as deixando abusar. E as pessoas são o melhor e o mais essencial que nós temos", acrescenta ainda o antigo primeiro-ministro. 

 

(Notícia actualizada com mais informações pelas 19h00)




pub

Marketing Automation certified by E-GOI