Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Alphabet regista primeira queda de sempre nas receitas

A gigante tecnológica Alphabet, que detém a Google e o Youtube, registou no seu segundo trimestre fiscal uma descida das receitas, pela primeira vez na história da empresa.

reuters
Carla Pedro cpedro@negocios.pt 30 de Julho de 2020 às 22:21
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Alphabet – que substituiu a Google em bolsa e que a detém a 100% – reportou esta quinta-feira à noite os resultados do seu segundo trimestre fiscal, tendo o volume de negócios registado uma queda, algo que nunca tinha acontecido.

  

As receitas contabilizando os custos por aquisição de tráfego ascenderam a 38,29 mil milhões de dólares, menos 2% dos que entre abril e junho de 2019 (38,94 mil milhões) mas superior aos 37,37 mil milhões esperados pelos analistas.

 

Contudo, dessas receitas, 29,9 mil milhões provieram da publicidade, o que destaca a dependência da empresa de um mercado que se tem visto em apuros.

 

Os custos por aquisição de tráfego (TAC, na sigla em inglês) foram de 6,69 mil milhões de dólares, quando entre abril e junho de 2019 tinham sido de 6,67 mil milhões.

 

Sem estes custos, as receitas da Alphabet no trimestre caíram de 31,7 para 31,6 mil milhões de dólares.

  

Já o lucro do quarto trimestre foi de 6,95 mil milhões de dólares, ou 10,13 dólares por ação – contra 9,94 mil milhões (14,21 dólares por ação) no período homólogo do ano passado. Ainda assim, o lucro por ação foi superior à estimativa de 8,21 dólares dos analistas inquiridos pela Refinitiv.

 

Relativamente às receitas do negócio da nuvem, ascenderam a 3,01 mil milhões de dólares, um aumento de 43% face aos 2,1 mil milhões de um ano antes e contra os 3,06 mil milhões esperados pelo consenso de mercado.

 

Quanto ao YouTube, as receitas da publicidade aumentaram 6% para 3,8 mil milhões, contra 3,6 mil milhões no mesmo período do ano passado.

 

A Alphabet segue a negociar inalterada face ao fecho da sessão regular desta quinta-feira, quando somou 0,98% para 1.538,37 dólares.

Ver comentários
Saber mais Alphabet Google
Mais lidas
Outras Notícias