Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Microsoft vai dar formação a 200 mil e contratar 300 colaboradores

A tecnológica assinou esta manhã um memorando de entendimento com o Governo para o setor digital que inclui também o apoio a start-ups.

A carregar o vídeo ...
Negócios jng@negocios.pt 27 de Novembro de 2020 às 09:15
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

Desenvolvimento de competências digitais de 200 mil pessoas dos setores público e privado, capacitação tecnológica de 70 mil alunos do superior e o reforço do quadro de colaboradores da Microsoft são alguns dos eixos da parceria estratégica para o setor digital, assinada entre a tecnológica e o Governo.


O memorando assenta em três pilares: pessoas, empresas e estado digital. No primeiro está prevista a formação de 100 mil pessoas em Portugal "com as competências digitais necessárias para se prepararem para o mercado de trabalho no pós-pandemia", no âmbito do programa Global Skills Initiative, que disponibiliza até 100 cursos em português, com base em conteúdos da Microsoft, LinkeIn e GitHub.


A parceria com o Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP) para a criação de academias da Microsoft Imagine Academy será renovada "para promover a certificação e a capacitação tecnológica de mais de 70 mil portugueses".


No pilar empresas destaca-se o compromisso da Microsoft de contratar mais 300 pessoas até ao final de 2022, chegando a 1500 colaboradores em Portugal. Um processo que já está em curso.


A tecnológica vai ainda investir até 1 milhão de euros na criação do programa "Highway to 5 Unicorns", que apoiará o crescimento de cinco startups portuguesas. O programa de aceleração "Miscrosoft for Startups", que disponibiliza de forma gratuita a tecnologia na cloud, será alargado de 40 para 100 startups portuguesas.


Na vertente do Estado digital, a Microsoft compromete-se a disponibilizar "conteúdos formativos de base tecnológica e 20 ‘webinars’ de formação para cerca de 100 mil funcionários públicos.


O memorando foi assinado esta manhã numa cerimónia no Ministério da Economia que contou com a participação de Pedro Siza Vieira, o titular da pasta, do secretário de Estado para a Transição Digital, André de Aragão Azevedo, que trabalhou na tecnológica antes de entrar no Governo, e de Paula Panarra, diretora-geral da Microsoft Portugal.


Para a responsável da tecnológica "este memorando vem reforçar o nosso papel enquanto agentes da recuperação económica e resiliência digital tão necessárias no contexto atual, assim como na construção de um futuro mais sustentável".


"A transição digital coloca muitos desafios ao trabalho e o país precisa de qualificar a população para que possa estar à altura destes desafios", afirmou Pedro Siza Vieira. "Estou convicto que esta parceria reforça o compromisso coletivo do Estado português para a capacitação digital, imperativa para que o País possa alcançar um novo capítulo de prosperidade e produtividade", acrescentou o ministro.

 

Ver comentários
Saber mais Microsoft Formação Emprego Transição digital start-ups Pedro Siza Vieira Paula Panarra
Outras Notícias