Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Twitter em tribunal por não pagar renda em Londres e São Francisco

A rede social liderada por Elon Musk está em incumprimento no pagamento de rendas dos escritórios em Londres e São Francisco. Nos Estados Unidos, o proprietário argumenta que estão em falta mais de seis milhões de dólares.

A 25 de abril, a administração do Twitter aceitou os termos da proposta de compra de Elon Musk.
Joe Skipper/Reuters
Diogo Mendo Fernandes diogofernandes@negocios.pt 24 de Janeiro de 2023 às 15:29
O Twitter está a ser processado pela coroa britânica, após ter falhado pagamentos de renda do escritório em Londres. O mesmo acontece em São Francisco, nos Estados Unidos, onde a rede social tem a sua sede, avança a Bloomberg.

A coroa britânica, que gere um conjunto de ativos, desde lojas a escritórios em todo o Reino Unido, avançou com uma ação em tribunal contra a rede social do pássaro azul, agora sob a liderança de Elon Musk.

Do outro lado do mundo, o Twitter parou também de pagar renda na sua sede em dezembro, de acordo com a acusação entregue pelo proprietário Sri Nine Market Square. Em falta, apenas nos EUA, está um pagamento de 3,36 milhões de dólares em dezembro e 3,42 milhões em janeiro. Adicionalmente, estava acordado que a plataforma seria obrigada a reforçar a caução de aluguer de 3,6 milhões para 10 milhões de dólares caso existisse uma mudança no controlo da empresa.

O Twitter argumenta, mesmo após a entrada de Musk, que não é obrigado a pagar este montante. A imobiliária Sri Nine procura recuperar não só o valor da renda, bem como o valor da caução.

Desde que comprou a rede social em outubro, Elon Musk tem estado numa rota de corte de custos. Em mais de três meses, o segundo homem mais rico do mundo despediu mais de metade dos trabalhadores, atrasou o pagamento de renda em alguns escritórios por todo o mundo e recusou-se a pagar alguns gastos pendentes, como um voo de jato privado.

Estas ações em tribunal acontecem numa altura em que o CEO da empresa enfrenta a sua primeira tranche de pagamento dos 12,5 mil milhões de dólares em crédito que foram necessários para adquirir o Twitter. Elon Musk está ainda em tribunal num segundo processo, acusado de defraudar os investidores, após ter feito um "tweet" em que dizia que tinha conseguido financiamento para tornar a Tesla privada, mas tal não aconteceu.
Ver comentários
Saber mais Londres Twitter São Francisco Bloomberg Estados Unidos Sri Elon Musk Nine Informação sobre empresas grandes empresas
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio